Dilma fala em "herança bendita" de Lula e chora ao agradecer militância

Presidente eleita disse a companheiros do PT que depende do partido para governar
 

Na primeira reunião do Diretório Nacional do PT após as eleições, a presidente eleita Dilma Rousseff agradeceu o apoio dos militantes na campanha e disse que depende do partido para governar o país. Nesta sexta-feira (19), Dilma se reuniu com lideranças petistas e fez um pronunciamento, no qual chegou a se emocionar ao agradecer a militância.

– Certeza que dependo desse partido para governar o país. Do esforço e da solidariedade. Da maturidade política de compreender os complexos desafios do governo. Assim como nós hoje somos pessoas muito mais experientes na ação de governo, somos também pessoas muito mais experientes na atividade política.

A presidente eleita voltou a afirmar que recebeu uma “herança bendita” de Lula, e que, por isso, o próximo governo terá o desafio de “avançar” mais nas questões em que, segundo ela, o Brasil já melhorou.

– Partido que foi capaz de eleger operário e mulher coloca nas nossas costas grande desafio. Que é que nós não podemos nos repetir. Nossa herança bendita coloca diante de nós um desafio. Nossas conquistas não podem se repetir sob pena de não honrarmos compromissos. Temos que avançar, ir em frente.

Em discurso emocionado, a petista chorou ao agradecer aos companheiros pela compreensão em momentos difíceis da campanha, que considerou "muito dura". Ela fez um agradecimento especial a José Eduardo Dutra, José Eduardo Cardozo e Antonio Palocci, que foram apelidados na campanha de “três porquinhos”. A brincadeira provocou risos na plateia que acompanhava o pronunciamento.

– Acredito que os três porquinhos foram muito bem-sucedidos na coordenação da minha campanha. Encontrei neles companheiros de todas as horas, sem abrir mão da importância de outras lideranças aqui presentes, quero dirigir a eles agradecimento especial porque com eles convivi todos os dias e diante dos desafios de uma campanha muito dura.

Sem citar nomes, a petista voltou a fazer críticas ao comportamento da oposição durante a campanha eleitoral, afirmando que “questões que tinham por objetivo criar o preconceito e a intolerância talvez sejam umas das questões mais graves no processo democrático". Durante a campanha, Dilma foi alvo de boatos religiosos e sobre sua vida pessoal, sobretudo na internet.

Dilma fez ainda uma menção especial aos candidatos do PT que não conseguiram se eleger, afirmando que eles também foram responsáveis por sua vitória. Ela citou o fato de Lula ter sido derrotado três vezes antes de conseguir se eleger para dizer que não se pode desistir.

– Temos herança das três derrotas de Lula e a trajetória mostra que é preciso que a gente não desista. Estamos iniciando outra

 

R7

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Governador nomeia novo procurador-geral do Tribunal de Contas do Estado

O governador João Azevêdo (PSB) já escolheu o novo procurador-geral do Ministério Público de Contas do Tribunal de Contas do Estado e a indicação recai sobre o nome de Manoel…

Julian ironiza facada de Bolsonaro e diz que partido virou máquina milionária

Um áudio vazado de uma reunião entre membros do PSL de Aracaju (SE) com a presença do vice-presidente nacional e presidente da sigla na PB o deputado federal Julian Lemos…