Suplente no Senado pelo Partido Verde, o secretário de Desenvolvimento Social da Prefeitura de João Pessoa, Diego Tavares, que é cotado para sucessão municipal na Capital, em 2020, preferiu desconversar sobre a disputa que se avizinha, seja como candidato ou apoiando o grupo indicado pelo atual prefeito Luciano Cartaxo (PV).

“Estou dando a minha contribuição, mas o futuro, 2020, é uma discussão muito mais ampla. Nesse momento, misturar a política partidária com a política pública seria, no mínimo, uma injustiça com o cidadão pessoense”, ressaltou.

Tavares destacou que, nesse momento, não pode perder o foco do trabalho. 

“Não posso perder meu foco nesse momento, mas entendo que todo cidadão deve dar sua contribuição ao serviço público, foi como meu pai, que é presidente de uma cooperativa médica e deu sua contribuição quando foi vice-prefeito e secretário de saúde”, disse.

PB Agora

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Julian Lemos e Carlos Bolsonaro voltam a se agredir nas redes sociais

Em mais um dia de agressões mútuas o deputado federal paraibano e presidente estadual do PSL Julian Lemos, voltou a rebater declarações supostamente ácidas do vereador do Rio de Janeiro…

Galdino revela movimentação do grupo de João visando PMCG

Nesta terça-feira (21), o deputado estadual Adriano Galdino (PSB) revelou durante entrevista a uma emissora de rádio de João Pessoa que em Campina Grande, o grupo do governador João Azevêdo…