Por pbagora.com.br

Suplente no Senado pelo Partido Verde, o secretário de Desenvolvimento Social da Prefeitura de João Pessoa, Diego Tavares, que é cotado para sucessão municipal na Capital, em 2020, preferiu desconversar sobre a disputa que se avizinha, seja como candidato ou apoiando o grupo indicado pelo atual prefeito Luciano Cartaxo (PV).

“Estou dando a minha contribuição, mas o futuro, 2020, é uma discussão muito mais ampla. Nesse momento, misturar a política partidária com a política pública seria, no mínimo, uma injustiça com o cidadão pessoense”, ressaltou.

Tavares destacou que, nesse momento, não pode perder o foco do trabalho. 

“Não posso perder meu foco nesse momento, mas entendo que todo cidadão deve dar sua contribuição ao serviço público, foi como meu pai, que é presidente de uma cooperativa médica e deu sua contribuição quando foi vice-prefeito e secretário de saúde”, disse.

PB Agora

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Notícias relacionadas

“Os entes federados estão no limite de suas forças e possibilidades”, dizem governadores

Na noite dessa quinta-feira (04), o governador da Paraíba João Azevêdo, juntamente com outros 13 chefes de Executivo estadual, encaminharam ao presidente da República Jair Bolsonaro, uma carta pedindo adoção…

Leo Bezerra pede diálogo com religiosos antes de decisão sobre atividade essencial

O vice-prefeito de João Pessoa, Léo Bezerra (Cidadania), declarou durante entrevista  nesta sexta-feira (5), que irá dialogar com todos os setores do segmento religioso antes da Prefeitura Municipal tomar uma…