A Paraíba o tempo todo  |

Deputados novatos chegam dispostos a "oxigenar" a Assembleia

PUBLICIDADE

Vontade de oxigenar a política paraibana, abrir novos caminhos e trabalhar muito pela população do Estado. Esses são alguns dos desejos dos novatos que chegaram à Assembleia Legislativa da Paraíba na  última sexta-feira, 1º. São 15 parlamentares eleitos pela primeira vez, que se somam a 21 reeleitos para compor a 19ª legislatura estadual.

 

Entre os novatos, sete nunca haviam sido eleitos para um cargo, embora dois deles tenham comandado pastas em gestões estaduais, caso de Cida Ramos (PSB), ex-secretária de Desenvolvimento Humano da Paraíba, e Walber Virgulino (Patriotas), que por um ano foi secretário de Justiça e Cidadania do Rio Grande do Norte – ambos foram os deputados mais votados nas eleições de outubro de 2018.

 

Professora doutora da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Cida Ramos, que chega para reforçar a bancada feminina da casa (a AL passa a contar com cinco mulheres na Casa, duas a mais que a legislatura passada), tem atuação marcante nos movimentos sociais e diz que inicia esse novo ciclo de sua trajetória disposta a trabalhar pela educação, pelas pessoas com deficiência e por políticas sociais aliadas ao desenvolvimento social.

""

“Inicio esse novo ciclo com muita responsabilidade, com o compromisso de fazer um mandato com muita interlocução com a sociedade, para que eu possa contribuir para que aquela casa, efetivamente, altere para melhor o cotidiano da nossa população”, comenta Cida, acrescentando que a experiência como secretária estadual irá auxiliar na definição de projetos, iniciativas e políticas públicas.

 

Ela, que diz ter um bom trânsito entre todos os colegas parlamentares, tanto da situação, quanto da oposição, afirma que irá contribuir com o Governo através de debates com fundamento e qualidade e revela o desejo de integrar a Comissão de Constituição, Justiça e Redação. “Esse é o objetivo”, acrescenta.

 

O delegado Walber Virgulino não pensa em integrar comissões, pelo menos por enquanto. “Nossa bandeira será voltada para atender aos interesses do povo, honrar os votos que recebi”, avisa, antes de arrematar: “Eu serei oposição quando for de interesse da população. Terei uma atuação responsável e coerente para garantir o interesse público”.

 

 

 

Redação

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe