Por pbagora.com.br

Deputado sugere debate entre candidatos a vice e até entre pretensas primeiras damas

 

Três homens e um destino. As eleições deste ano tem tudo para se transformarem em uma das mais acirradas da história da Paraíba. Pelo menos é o que está prevendo o deputado estadual Raniery Paulino (PMDB).

Com o governador do Estado Ricardo Coutinho (PSB), buscando à reeleição, e tendo como concorrentes diretos o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), e o ex-prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), o parlamentar, não tem dúvida que a caça ao voto exigirá muito dos candidatos.
Para Raniery Paulino, a disputa servirá para a população ter consciência e prestar atenção nos discursos de cada candidato para fazer uma boa escolha no dia da eleição.
Ele ainda destacou que Veneziano Vital do Rêgo, pré-candidato a governador pelo PMDB, mesmo não tendo a experiência de dirigir um Estado, como alguns dos seus concorrentes, tem a bagagem política e histórica de experiências do partido.

– Essa disputa vai ser a mais acirrada de todas, mas mostra também que as pessoas estão prestando mais atenção no que é falado e, inclusive, fazendo as comparações. Tem o governo de Cássio, o governo Ricardo Coutinho e tem Veneziano que, apesar de nunca ter sido governador, tem a experiência administrativa de gestão do PMDB com Mariz, Maranhão e Roberto Paulino – frisou.

Líder da bancada peemedebista na Assembleia Legislativa Raniery defendeu a organização de debates entre os candidatos de diversos cargos, a exemplo do vice governador e até primeira damas.

– O PMDB fica muito à vontade em ofertar à população essas visões de gestão e eu defendo que, quanto mais candidaturas, é melhor. Defendo o debate não apenas para governador, mas para vice-governador, senador e até para primeira-dama se elas se permitirem fazer o debate. Tem que qualificar o debate para o eleitor fazer seu juízo de valor – concluiu.

 

Severino Lopes

PBAgora

Notícias relacionadas

Sem máscara, Bolsonaro é barrado em churrasquinho: “pode não”

Em uma de suas saídas pela periferia de Brasília, no último sábado (10/4), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), recebeu uma resposta inusitada, em uma barraca que vende partes de…