Por pbagora.com.br

Sempre rodeado de polêmicas o deputado estadual Walber Virgulino (Patriotas) não rasgou seu script e ao comentar a recente nota do ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, sobre a não entrega do celular do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) ao Supremo Tribunal Federal (STF). O comentário do parlamentar foi rechaçado nas redes sociais por entidades feministas.

No seu post o deputado paraibano disse: “Gostei da decisão do General Heleno em não entregar o celular de Bolsonaro ao STF. Já disse aqui em casa a minha mulher, se insistir em querer pegar meu celular, as ‘consequências serão imprevisíveis’”, disse Walber. Veja o post: https://twitter.com/VIRGULINOLAMPI2/status/1264172067886252035?s=19

O post foi rechaçado pelo perfil ‘Só sou obrigada a lavar as mãos’, que disse: “Me perdoe deputado, mas acho que não entendi bem o que senhor que dizer em relação à sua esposa. Quais as consequências ela sofreria?”, disse.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bolsonaro reconduz Arthur Fialho ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba

Ontem (23), por meio de ato o presidente da República Jair Bolsonaro reconduziu o juiz Arthur Monteiro Lins Fialho, como membro do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB). Veja abaixo…

Lideranças do Movimento Livre Pró-Brasil/PB declaram apoio a Cícero Lucena

Mais lideranças políticas da juventude pessoense declararam apoio à candidatura de Cícero Lucena (Progressistas) à Prefeitura de João Pessoa. Desta vez foi o Movimento Livre Pró-Brasil PB, que foi representado…