Por pbagora.com.br

O clima de harmonia dentro do PSL já não é mais o mesmo entre seus filiados, sobretudo por conta da interferência do vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Dessa vez quem endureceu o tom contra o parlamentar foi o deputado estadual da Paraíba, Cabo Gilberto, que também pertence aos quadros do PSL. Em entrevista à rádio POP FM, nesta quarta-feira (03), o parlamentar tachou o filho do presidente – Carlos Bolsonaro – de ‘moleque, e que só servia para dar pitaco onde não deveria.

“Fica o filho do presidente dando pitaco onde não deve, aí fica difícil pra governar dessa forma”, disparou.

O parlamentar paraibano disse ainda que, se estivesse na posição de ministro do primeiro escalão do Governo, não aceitaria esse tipo de pressão provocada pelos parentes do Chefe da República.

“Se eu fosse ministro eu não queria tá recebendo a pressão de um moleque daquele. Então no meu entendimento ele está prejudicando o governo nesse ponto aí” completou.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Minimizando ‘pé de guerra’ RC agradece apoio do PT: “Alegria fraternal”

Minimizando e praticamente ignorando o verdadeiro pé de guerra que a intervenção da Executiva Nacional do PT causou dentro da sigla na Paraíba, ao anunciar apoio ao seu nome e…

Ruy anuncia plano para transformar mercados em polos gastronômicos e turísticos

Determinado a promover a retomada do crescimento econômico de João Pessoa, o pré-candidato a prefeito Ruy Carneiro anunciou neste sábado uma série de ações para reconfigurar os mercados públicos da…