Por pbagora.com.br

Em entrevista à imprensa paraibana nessa segunda-feira (17), o deputado estadual mais votado Campina Grande nas eleições de 2018, Inácio Falcão previu um período nada positivo quando o assunto é a gestão Romero Rodrigues, em Campina Grande, inclusive sob a ameaça de não pagar o 13º salário dos servidores.

Apesar de Romero já ter anunciado que faria o pagamento dia 20 de dezembro, o parlamentar faz a ressalva alertando o funcionalismo público para a possibilidade do ‘calote’.

Inácio disse que tem recebido várias reclamações e que o povo está de olho para dar a resposta em 2020.

“Eu tenho recebido muitos funcionários efetivos e servidores que prestam serviço que me procuraram para falar sobre pagamentos atrasados. Recebi vários amigos se queixando que têm repassado mercadorias para a gestão Romero e também não estão recebendo. Recebi pessoas que reclamam que não estão recebendo os medicamentos que são encaminhados através de programas do governo federal, são muitas queixas dessa segunda gestão e tenho certeza que algo de errado está acontecendo. A prefeitura vinha de uma forma administrativa para população satisfatória, mas pra gente que está nos bastidores sabíamos que as coisas não iam bem. Está aí a prova, muita gente reclamando, décimo terceiro provavelmente não vai pagar, folha atrasada, enfim, a população vai analisar esse crédito que foi dado a essa segunda gestão, teremos uma nova avaliação e um novo julgamento em 2020”, disse.

 

Redação

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Notícias relacionadas

Hugo Motta revela clima de simpatia para liderar bancada da PB no Congresso

O deputado federal Hugo Motta deverá, em 2021, substituir o deputado Efraim Filho e ocupar a função de líder da bancada paraibana no Congresso, em Brasília. Segundo o parlamentar, seu…

Prefeita de Bayeux contraria decreto estadual e mantém igrejas abertas na cidade

A prefeita da cidade de Bayeux Luciene Gomes juntamente com as Secretarias de Saúde, Segurança, PROCON e a Procuradoria, deliberaram sobre o Decreto Municipal com as medidas preventivas contra a…