Por pbagora.com.br

Em comunicado divulgado na noite desta quarta-feira (24), o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) tornou público que, através do diretório estadual, protocolou uma Representação Criminal contra o deputado estadual do PSL, Cabo Gilberto Silva.

Segundo texto divulgado pelo PSOL, o parlamentar “tem descumprido as normas sanitárias”, “vem promovendo aglomerações negacionistas” e “incentivando o não uso de máscaras protetoras”.

REPRESENTAÇÃO CRIMINAL _ NOTÍCIA DE CRIME_PSOL_CABO GILBERTO

Confira texto divulgado pelo PSOL:

PSOL DA PARAÍBA APRESENTA REPRESENTAÇÃO CRIMINAL CONTRA DEPUTADO ESTADUAL NEGACIONISTA CABO GILBERTO SILVA

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), através do seu Diretório Estadual na Paraíba e dos Diretórios Municipais de João Pessoa e Campina Grande, acaba de protocolar Representação Criminal / Notícia de Crime contra o Deputado Estadual Cabo Gilberto Silva.

Tárcio Teixeira, afirma que “o PSOL não poderia ficar calado diante das reiteradas vezes que o Cabo vem promovendo aglomerações negacionistas e incentivando o não uso de máscaras protetoras, em desrespeito flagrante às normas sanitárias vigentes”.

O Deputado Cabo Gilberto tem descumprido as normas sanitárias determinadas através dos Decretos do Governo do Estado, como também tem violado o Código Penal Brasileiro, infringindo medidas sanitárias, colocando em perigo a saúde pública do povo paraibano e, por conseguinte, tem igualmente violado o Código de Ética da Assembleia Legislativa da Paraíba.

Na Representação Criminal (n º 0804091-77.2021.8.15.0000), sob relatoria do Desembargador Carlos Martins Beltrão Filho, o PSOL pede que o Ministério Público da Paraíba, através da Procuradoria Geral de Justiça, instaure os procedimentos investigatórios cabíveis contra o Deputado Cabo Gilberto, como também pede que seja notificado o Presidente da Assembleia Legislativa, Deputado Adriano Galdino, para que tome as medidas necessárias no que tange à submissão do Deputado à Comissão de Ética daquela Casa.

No momento em que a COVID-19 já vitimou quase 300.000 (trezentos mil) brasileiros e brasileiros, entre os quais mais de 5.000 (cinco mil) paraibanos e paraibanas. Para Olímpio Rocha, presidente do DMPSOL/CH, “o PSOL espera que a Justiça seja feita, inclusive de forma pedagógica, de maneira que o Deputado seja impedido de realizar aglomerações atentatórias à saúde do nosso povo e que responda criminalmente pelos ilícitos que reiteradamente tem cometido”.

Paraíba, 24 de março de 2021.

Diretório Estadual do PSOL/PB
Diretório Municipal do PSOL/CG
Diretório Municipal do PSOL/JP

Notícias relacionadas

Estados liderados por bolsonaristas encabeçam mortes por covid-19; veja posição da Paraíba

Um estudo feito pela unidade de inteligência do portal Congresso em Foco mostra que os estados que mais votaram em Jair Bolsonaro no primeiro turno das eleições presidenciais de 2018…

Opinião: Lava Jato só serviu para pôr a extrema-direita no Poder e quebrar o Brasil

Para melhor avaliar o estrago que foi a Lava Jato, basta que se observe o que era o Brasil antes e depois de instituída esta Operação. Tanto do ponto de…