Depois de defender o nome do juiz Horácio Ferreira para disputar a Prefeitura Municipal de Campina Grande em 2020, o prefeito Romero Rodrigues (PSD), voltou a surpreender e citou o nome do presidente da Associação Comercial da cidade, Marcos Procópio, como nome que poderia concorrer ao Palácio do Bispo.A declaração foi dada durante evento do Partido Social Democrático (PSD).
Além do presidente da Associação Comercial, Romero citou outros nomes que poderiam disputar o pleito como o empresário Dalton Gadelha, o ex secretário André Agra, o juiz Horácio Ferreira e o ex senador Cássio Cunha Lima.

– Nós temos Félix Neto que é extremamente técnico, e temos Bruno Cunha Lima, Tovar Correia Lima, Dr. Dalton Gadelha, André Agra, Dr. Horácio Ferreira, Marcos Procópio [presidente da Associação Comercial], e temos também os quadros do PP. Não podemos tirar ninguém desse arco-íris. Temos Pedro Cunha Lima, e sem esquecer de Cássio Cunha Lima – ressaltou.

Romero Rodrigues sinalizou que poderá apresentar o nome do pré-candidato da situação, no início do ano que vem.

-Prazo é uma coisa complexa, o ideal é ser logo no início do próximo ano. Mas eu já disse que, se houver um consenso no diálogo, a gente pode fazer isso antes mesmo.Bom seria o mais rápido possível, mas não há essa pressa toda- afirmou.

Romero também comentou a filiação do atual superintendente da STTP, Félix Araújo Neto ao partido e o colocou como um dos nomes lembrados para concorrer à prefeitura.
– Félix Neto se filiou ao PSD, e ele está entre os bons quadros das eleições do ano que vem. Nós estamos estimulando filiações ao PSD, mas não impede que outros nomes, de outros partidos da base aliada, venham a concorrer – declarou.

SL
PB Agora

Total
1
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: João endurece o pescoço e chama oposição de meia dúzia de malandros

Ao participar de eventos inerentes à sua administração, no Brejo da Paraíba, nesta sexta-feira (13/12) o governador João Azevedo deu o tom em que pretende “dialogar” com as oposições, quando…

Opinião: em baixa, Cartaxo acende vela para Ricardo e João numa tentativa de continuar “vivo” na política

A história é cíclica ou retilínea? Isto é: ela está imersa na concepção que o ser humano pode agir de forma afetiva para “reproduzir” ações do passado, ou tudo foge…