A Paraíba o tempo todo  |
PUBLICIDADE

Depois de Cássio agora é Zé que vive a ‘maldição’ dos sem mandato

Maldição dos sem mandato: depois de Cássio, agora é José Maranhão que faz desabafo sobre não ser lembrado

Depois do ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB), agora foi à vez do também ex-governador José Maranhão (PMDB) sentir na pele a ausência do poder. Assim como Cássio, Maranhão sinalizou reconhecer que o fato de não ter um mandato tira o prestígio de qualquer político, mesmo esse ainda sendo uma grande liderança política no Estado.

No caso de Maranhão, a constatação aconteceu quando ele respondia a imprensa indagações sobre a ausência do convite para assumir um cargo no Governo Federal. Maranhão acabou afirmando que já foi muito humilhado devido à ‘pendenga’ e aos boatos em torno desse assunto.

“Eu não vou mais falar sobre essa questão de nomeação porque isso me desgasta e eu já fui muito humilhado”, disparou o ex-governador.

O cacique peemedebista ratificou a disposição de disputar a Prefeitura de João Pessoa em 2012 e avisou que esse sim é o cargo que ele quer debater agora.

“Todos os cargos que ocupei até hoje foi com voto sendo eleito e o único cargo que eu disputo hoje é o de prefeito da Capital”, disse.

A declaração de José Maranhão aconteceu durante evento político doutrinário do PMDB, ocorrido na sede do partido em João Pessoa. O presidente do partido, senador Valdir Raupp foi o convidado de honra do evento. Raupp veio ministrar o curso “Estradas e Bandeiras” visando preparar politicamente os pré-candidatos a prefeituras e câmaras municipais para as próximas eleições de 2012.

Ontem, o ex-governador Cássio postou em seu twitter um desabafo sobre supostamente não ter sido convidado para o jantar oferecido ao ex-governador de São Paulo, José Serra. Na ocasião Cássio postou no seu microblog twitter.

“"Não recebi convite para o jantar. O ´cabra´ sem mandato é assim mesmo. Como dizem os franceses : C´est la vie ! É a vida !", postou
 

 

 

PB Agora

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe