Por pbagora.com.br

A Justiça Eleitoral está muito perto de descobrir porque Paulo Sérgio da Silva Carneiro mudou radicalmente o depoimento sobre processo compra de votos beneficiando o vereador Sérgio da Sac (PRP), acusado de distribuir material esportivo durante as eleições de 2008. Documento oficial da Câmara Municipal de João Pessoa revela que Paulo Sérgio da Silva Cabral foi contratado como assessor de Sérgio da Sac no dia 1º de janeiro de 2009.

Dois meses depois, no dia 2 de março, a Câmara fez publicar a exoneração dele dias antes da audiência em que Paulo Sérgio foi preso por retirar, perante o juiz e o Ministério Público, todas as acusações contra o vereador. Um das principais testemunhas de acusação contra o Sérgio da Sac, Paulo Sérgio mudou radicalmente a versão da acusação em audiência realizada no início do mês.

Não conformado com a segunda versão do depoente, o juiz Aluízio Bezerra, da 64ª Zona Eleitoral, chegou a decretar a prisão de Paulo Sérgio. O vereador Sérgio da Sac, em entrevista na Câmara na manhã desta terça-feira (31), disse que o ex-assessor está tão certo de sua inocência que chegou a reafirmá-la “mesmo tendo sido demitido”.


PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PBAgora/Datavox: gestão João é aprovada por 58,2%, em Princesa

A gestão do governador João Azevêdo (Cidadania) é aprovada por 58,2% da população do município de Princesa Isabel. Os números são resultados da pesquisa Datavox/PB Agora realizada na cidade, entre…

Ricardo Pereira comemora números da pesquisa PB Agora/ Datavox em Princesa

O prefeito do município de Princesa Isabel e pré-candidato à reeleição, Ricardo Pereira, comemorou os números da pesquisa PB Agora/Datavox divulgada neste fim de semana. Segundo o gestor, os números…