O prefeito afastado de Patos, Dinaldinho, foi denunciado, nesta terça-feira (16), pelo Ministério Público da Paraíba por falsidade ideológica, por ter inserido declaração falsa em documento público, segundo a autarquia. Em nota divulgada no início da noite, o gestor disse confiar na Justiça.

A denúncia do MPPB é baseada no procedimento investigatório criminal instaurado pela Comissão de Combate aos Crimes de Responsabilidade e Improbidade Administrativa (Ccrimp/MPPB). Foi comprovado na investigação que no dia 15 de maio de 2018, o prefeito afastado assinou documento público apresentado no Tribunal de Justiça da Paraíba afirmando a regularidade do Município de Patos quanto ao pagamento de precatórios municipais.

Na nota, Dinaldinho explica que não foi citado neste processo, mas ficou surpreso que “às vésperas de o Tribunal julgar meu retorno para o cargo de Prefeito de Patos, estando afastado há 1 ano e 10 meses (sem qualquer condenação transitada em julgado), o MPPB ofereça nova denúncia”, declarou.

Confira nota:

Não fui citado ainda deste processo. Só me surpreende que, às vésperas de o Tribunal julgar meu retorno para o cargo de Prefeito de Patos, estando afastado há 1 ano e 10 meses (sem qualquer condenação transitada em julgado), o MPPB ofereça nova denúncia.

Acredito muito, mas muito mesmo na imparcialidade da nossa Justiça e do Ministério Público da Paraíba.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

STF nega pedido de Berg Lima para retorno à Prefeitura de Bayeux

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Tofolli negou o pedido de suspensão de liminar apresentado pelo prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima para retorno ao cargo no Executivo…

Opinião: Cícero, a pré-candidatura e a antecipação de propostas de gestão para o novo normal

De direito, Cícero Lucena (Progressitas) é pré-candidato à sucessão de Luciano Cartaxo na Prefeitura de João Pessoa. De fato, é candidatíssimo, além de páreo duro para qualquer um. O “Caboclinho”…