Por pbagora.com.br

O prefeito de Triunfo, Zé Mangueira (PTB), está sendo investigado pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) por nomear em 2020 aprovados em concurso público para a sua gestão sem que houvesse a criação das vagas por lei.

De acordo com a promotora de Justiça Flávia Cesarino de Sousa Benigno, responsável pelo caso, o objetivo da manobra seria supostamente “para fins de beneficiar aliados políticos”.

Em 2021, ainda de acordo com a promotora, as nomeações foram anuladas em face da suposta ilegalidade das contratações.

Zé Mangueira recebeu a notificação para que no prazo de 15 dias úteis sua defesa envie uma resposta sobre as alegações contidas na denúncia.

O assessor jurídico de Triunfo, no entanto, terá que comparecer presencialmente à sede da Promotoria de Justiça Cumulativa de São João do Rio do Peixe com cópias dos documentos que comprovem a legalidade das nomeações, bem como os nomes e cargos das pessoas que tiveram as nomeações anuladas após a repercussão negativa do caso.

PB Agora

Notícias relacionadas

Covid: projeto para impedir fraude na aplicação de vacina em JP passa na CCJ

CCJ é favorável a projeto que prevê demonstração do procedimento de aplicação da vacina contra Covid-19 ao paciente Os profissionais de saúde pública, que estejam diretamente envolvidos no processo de…

Disposto a ouvir, MDB quer debater pauta política com João Azevêdo

O colegiado emedebista na Paraíba aprovou, nesta segunda-feira (19), durante reunião virtual a sugestão de uma reunião com o governador João Azevêdo para tratar de assuntos políticos e administrativos. O…