Por pbagora.com.br

O deputado federal Efraim Filho, que também é líder do Democratas na Câmara dos Deputados, explicou a decisão da sigla de, junto ao MDB, deixar o Centrão. De acordo com ele, a escolha foi feita em busca de mais autonomia — já que, ao fazer parte de um bloco, o líder na Casa é geral.

“Isso limita a atuação do partido em plenário. O DEM tomou a decisão de seguir rumo próprio para ter mais autonomia e independência para se posicionar em bandeiras que são do partido.”

Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, Efraim Filho explicou que, apesar da saída ser conjunta, isso não significa a criação de um novo grupo. “O DEM e o MDB se afastaram do Centrão para seguir rumos próprios, com bancadas autônomas. Apesar de sairmos juntos, em um movimento articulado, isso não significa a formação de um novo bloco”, esclareceu. Segundo ele, essa decisão também não tem nada a ver com as eleições para presidência da Câmara. “Ainda está muito prematuro para isso.”

PB Agora com Jovem Pan

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Assintomático: Dória testa positivo para covid-19

O governador de São Paulo, João Doria, está com covid-19. O vice-governador, Rodrigo Garcia, fez a comunicação oficial no início da tarde de hoje (12) em coletiva de imprensa para…

Patrocinadores cancelarão contratos se envolvidos na ‘Cartola’ voltarem ao Belo

Em 2018, foi deflagrada a ‘Operação Cartola’ na Paraíba. Além de entidades do futebol paraibano, a operação apura o envolvimento do ex-vice-presidente do Botafogo-PB, Breno Morais Almeida. Ele é acusado…