O ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares despistou a imprensa e entregou-se na direção da Polícia Federal em Brasília. Ele era esperado na Superintendência do órgão, que fica no final da Asa Sul da capital.

Assim, toda a antiga cúpula do PT no primeiro governo Lula está presa. Ao fugir da imprensa, Delúbio distanciou-se da atitude desafiadora de seus ex-chefes José Dirceu e José Genoino, que posaram para fotos com punhos cerrados antes da prisão ontem.

Da lista dos 12 primeiros mandados de prisão expedidos ontem pelo STF no caso de mensalão, apenas o ex-diretor do Banco do Brasil Henrique Pizzolato ainda não se entregou.

A inteligência da Polícia Federal recebeu informação de que ele teria viajado para a Itália há 45 dias. A Interpol está em contato com autoridades italianas para confirmar se Pizzolato teria se refugiado no país. O advogado do ex-diretor do BB não atende o telefone desde ontem e no Palácio do Planalto, a suspeita é de que a fuga ocorreu.

No prédio da direção da PF, em Brasília, a informação na portaria é de que Delúbio chegou por volta das 10h30. Ele foi condenado a 8 anos 11 meses por participação no mensalão, mas cumprirá inicialmente em regime semiaberto a pena de 6 anos e 8 meses por corrupção ativa.

Sua condenação por formação de quadrilha será alvo de um novo julgamento no ano que vem, quando serão analisados os recursos chamados embargos infringentes. Se for mantida sua pena, ele deverá ir para o regime fechado –destinado a penas superiores a oito anos.

 

Folha

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Veneziano representa o Senado em evento de Turismo realizado em João Pessoa

O Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB) esteve nessa sexta-feira (18), ao lado do governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), participando da abertura da 9ª edição do JPA Travel Market,…

Meta é trabalhar: João diz que ainda não pensou em um possível 2º mandato

Ainda é muito cedo para que o governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB) possa pensar em uma possível reeleição. Marinheiro de primeira viagem, o gestor exerce o seu primeiro mandato…