A defesa do senador paraibano Veneziano Vital do Rêgo emitiu nota onde afirma que irá recorrer da decisão do juiz Vinicius Costa Vidor, da 4ª Vara Federal, que condenou o ex-prefeito de Campina Grande à perda do mandato e suspensão dos direitos políticos por cinco anos. O parlamentar foi indiciado pela Ação Civil de Improbidade Administrativa durante sua gestão à época, à frente da Prefeitura de Campina Grande.

De acordo com a nota, a defesa do senador garante que irá recorrer ao Tribunal Regional Federal –  da 5a Região. O advogado de Veneziano, Luciano Pires, declarou estar certo que "convicção de que não existem no processo evidências mínimas da prática de ato de improbidade".

Também foram condenados juntamente com Veneziano, o ex-secretário José Luiz Junior, José Luiz de Souza Neto; Luciano Arruda Silva e Carlos Brunet Campos de Sá. Todos foram denunciados pelo Ministério Público por desvio do Programa Fome Zero na instalação do Banco de Alimentos.

Além da perda do mandato e da suspensão de direitos políticos, Veneziano terá que pagar quase R$ 50 mil, entre multas e ressarcimento aos cofres públicos.

Ainda de acordo com a nota, a defesa do parlamentar acrescenta que "a sentença, ressalte-se, não possui qualquer consequência jurídica, uma vez que o recurso a ser interposto possui efeito suspensivo".

Confira nota na íntegra:

“A propósito de notícia veiculada no dia de hoje (29.04), sobre procedência de ação civil pública em face do senador Veneziano, importa destacar que, uma vez intimada da decisão, a defesa recorrerá ao Eg. TRF da 5a Região com convicção de que não existem no processo evidências mínimas da prática de ato de improbidade. A acusação baseou-se em provas consideradas inidôneas pelo STF e, no curso da instrução processual, nada se produziu a respeito de atos dolosos ou culposos cometidos por Veneziano, sendo inadmissível punição baseada em responsabilidade objetiva, ou seja, por ser prefeito à época dos fatos. A sentença, ressalte-se, não possui qualquer consequência jurídica, uma vez que o recurso a ser interposto possui efeito suspensivo. Assim como em outros procedimentos, temos plena segurança e tranquilidade do bom direito defendido.

Luciano Pires
Advogado”.

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Em nota, Assembleia lamenta morte do ex-deputado Marcus Odilon

Em nota emitida na manhã desta segunda-feira (24), o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, lamentou a morte do ex-deputado estadual e ex-prefeito de Santa Rita, Marcus Odilon.…

Análise: após o Carnaval, a Paraíba será cenário de guerra política

A conclusão é óbvia. Após o período de Carnaval o clima de certa “afabilidade” entre deputados federais, estaduais, prefeitos, vereadores e o próprio governador João Azevêdo (Cidadania) será modificado drasticamente,…