Nesta terça-feira (18), a decisão do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) que por 4×1 manteve em liberdade o ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho, estendeu-se também a prefeita do município de Conde, Márcia Lucena. A gestora teve mandado de prisão expedido contra ela, mas foi posta em liberdade por força de liminar.

Na decisão desta terça-feira, o Supremo Tribunal de Justiça votou por manter em liberdade o ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho, estendendo a decisão a prefeita. De acordo com a defesa, a decisão do STJ já era esperada e trouxe tranquilidade. Segundo o advogado José Neto, a decisão reforçou que não há provas contra a gestora.

“Nós esperávamos por isso. A defesa da prefeita Márcia está muito tranquila e se alguém se der o trabalho de ler a denúncia que foi feita contra ela não irá encontrar em um só momento que haja a gravação da prefeira Márcia com quem quer que seja”, pontuou José Neto.

O advogado acrescentou que contra a gestora estão sendo feitas ilações, são afirmações sem provas. “Estamos tranquilos porque iremos provar no curso do processo a inocência da prefeita Márcia”, declarou.

MÁRCIA LUCENA

A prefeita Márcia Lucena declarou ter recebido com serenidade a decisão do STJ e reforçou ser inocente diante das acusações apontadas no âmbito da Operação Calvário.

– Estou tranquila, serena e feliz porque sei de minha inocência e, dessa forma, poderei dar continuidade ao trabalho que estamos fazendo no Conde. As coisas por aqui não vão precisar parar e nem correr nenhum tipo de risco. Isso me deixa muito tranquila.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Julian se contrapõe a posicionamento de Bolsonaro sobre retornar à normalidade

O deputado federal Julian Lemos voltou a usar suas redes sociais para revelar divergência do seu ponto de vista em relação ao adotado pelo presidente Jair Bolsonaro no que tange…

Opinião: radicais petistas e bolsonaristas repetem a história de conflitos armados para legitimar seus discursos

A tarde findou, e com ela a incerteza do que poderia escrever nesta coluna. Assuntos mil; todos relativos à pandemia causada pelo novo coronavírus estavam (e estão) ao meu dispor.…