Os vereadores de João Pessoa Maria Sandra Pereira de Marrocos (PSB), José Freire da Costa, o Zezinho do Botafogo (PSB), Eliza Virgínia Silva de Souza (PPS) e Edmilson Ferreira Alves, o Pastor Edmilson (PRB), mentiram ao declarar seus bens à Justiça Eleitoral, durante a campanha de 2008. Foi o que constatou a ONG Transparência Brasil, através do projeto Excelências.
 

De acordo com a Transparência Brasil, os parlamentares doaram às próprias campanhas mais do que declararam ter.
 

O levantamento da ONG atestou que nas eleições municipais do ano passado, 782 parlamentares das principais Casas legislativas do país foram candidatos e ao mesmo tempo doadores. Segundo a Transparência Brasil, como foram candidatos, esses políticos tiveram de fornecer à Justiça Eleitoral as suas declarações de bens.
 

A ONG, que atua no combate à corrupção, comparou a declaração patrimonial e doações eleitorais dos políticos. Além de quatro deputados federais, oito deputados estaduais e 73 vereadores disseram ter feito doações superiores ao patrimônio declarado.

 

 

 

Conforme a Transparência Brasil, Zezinho do Botafogo doou à própria campanha o montante de R$ 11.605,00, Sandra Marrocos R$ 5.810,00 e Pastor Edmilson R$ 2 mil. Ambos pertencem à base de apoio do prefeito Ricardo Coutinho na Câmara Municipal, sendo que Zezinho e Marrocos integram o mesmo partido do prefeito.

 

 

 

Edvanildo Lobo

PB Agora 
 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Veneziano encontra com Carlos Siqueira para estancar crise do PSB/PB

Na tentativa de mediar um diálogo que restabeleça as boas relações no Partido Socialista Brasileiro, da Paraíba, o senador Veneziano Vital do Rêgo, se reuniu na manhã desta quarta-feira (21),…

Nabor defende união de forças da classe política após renúncia de prefeito de Patos

Após a renúncia ao cargo de prefeito pelo interino Sales Júnior, no município de Patos, o deputado estadual Nabor Wanderley destacou a necessidade de união em prol da cidade. Sales…