O PSD deve lançar candidatura própria também em João Pessoa. A informação é da vereadora pessoense e presidente do partido na capital Raissa Lacerda. Ao ser questionada sobre a resolução nacional do PSD que determinou que cidades do país, com mais de 100 mil habitantes devem lançar candidaturas majoritárias nas eleições do ano que vem a vereadora assegurou que a sigla vai ter candidatura própria e que seu nome está a disposição da sigla. Atualmente o PSD integra a base de sustentação do prefeito Luciano Cartaxo (PV) na capital.

 

Em 2018, a vereadora rompeu com a candidatura do irmão do prefeito Lúcelio Cartaxo (PV) a governador para apoiar José Maranhão (MDB) a prefeito.  Questionada se ainda estaria a frente do PSD em João Pessoa e se está disposta para entrar na disputa ela disse: “Sim sou Presidente Municipal !O PSD terá candidatura própria e meu nome tá a disposição do Partido”, comentou Raissa.

 

Quem anunciou a resolução foi à própria presidente estadual da sigla Eva Gouveia por suas redes sociais, que disse que vai cumprir a determinação em todas a cidades paraibanos com essa quantidade de habitantes. Atualmente se enquadra nesses casos as cidades de Campina, Patos e João Pessoa.

 

 

Redação

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: guardiães da democracia nutriram a ‘cobra’ chamada Jair Bolsonaro. Mas ainda é tempo…

As instituições responsáveis por salvaguardar o estado democrático de direito vacilaram, por completo, ao não reagirem desde há muito contra os arroubos hostis à democracia manifestados por Jair Bolsonaro. Não…

Gratificação dada a médicos deve contemplar demais profissionais da saúde, diz Eduardo Carneiro

O deputado estadual Eduardo Carneiro (PRTB) apresentou requerimento à Prefeitura de João Pessoa solicitando que a gratificação provisória concedida aos médicos que trabalham no combate à Covid-19 (MP 79/2020), seja…