O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez sua live semanal no Facebook, hoje, usando uma máscara. Ele estava ao lado do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e de uma intérprete de Libras, que também utilizavam máscaras. O presidente desencorajou a população a ir às ruas no domingo (15) e considerou que as manifestações devem ser adiadas para outro momento, “para daqui a um ou dois meses”. “O pessoal fica apavorado, a gente faz depois. Foi dado um tremendo recado para o parlamento.”

“Esse movimento não fui eu que programei, é um movimento popular espontâneo. Reconhecemos a legitimidade do movimento. E o povo na rua, como sempre se manifestou, de forma pacífica, é direito dele. Obviamente, da minha parte, ninguém pode atacar parlamento, legislativo e judiciário”, frisou Bolsonaro.

“Estou usando máscara, porque na recente viagem que fizemos para os Estados Unidos, uma das pessoas que veio comigo no voo, quando desceu em São Paulo, fez exames e deu positivo [para o coronavírus]”, justificou o presidente. Ele e o ministro Mandetta falaram sobre os cuidados básicos que a população deve ter para prevenir a contaminação pelo vírus. O presidente chegou a passar álcool gel durante a transmissão.

“Todos que estiveram no voo coletaram [sangue para o teste] e ainda não tem resultado. Nas próximas horas deve sair o resultado”, completou. Até a conclusão do exame, a recomendação é o presidente permanecer no Palácio do Alvorada.

“Um homem de 64 anos, que tem o sistema imunológico forte, tem que manter o cuidado por conta das outras pessoas. Se der positivo, vai ter que despachar daqui, a gente vai recomendar o isolamento domiciliar. Se não der positivo, ou der outro vírus, a gente libera”, disse o ministro da Saúde. Bolsonaro completa 65 anos no próximo dia 21.

Redação 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: radicais petistas e bolsonaristas repetem a história de conflitos armados para legitimar seus discursos

A tarde findou, e com ela a incerteza do que poderia escrever nesta coluna. Assuntos mil; todos relativos à pandemia causada pelo novo coronavírus estavam (e estão) ao meu dispor.…

Análise: Bolsonaro pratica a “política” da morte enquanto o mundo luta pela vida

Aliados e até mesmo auxiliares próximos de Jair Bolsonaro estão em alerta absoluto com o impacto negativo e catastrófico causado pelo presidente em toda malha social do país. Até mesmo…