Por pbagora.com.br

A Secretária Estadual de Desenvolvimento e Articulação Municipal da Paraíba, Ana Cláudia Vital do Rêgo, em entrevista a imprensa neste fim de semana opinou sobre o atual sistema eleitoral vigente, bem como sobre a possibilidade de deixar o Podemos para disputar uma cargo nas eleições de 2022.

Sobre o sistema eleitoral vigente que proíbe as coligações partidárias, Ana se mostrou contrária, pois enfraquece os pequenos partidos. “Sou favor que se oportunize a participação de mais partidos, porque dá mais representatividade, o sistema é mais democrático. Vimos às dificuldades que os partidos tiveram (eleição de 2020) para formar chapas sem as coligações”, disse a secretária.

Questionada se esse sistema permanecer para as próximas eleições se ficaria no Podemos ela respondeu: “Por enquanto, não, essa será uma decisão tomada ao seu tempo. Hoje, estou focada no trabalho da secretaria [Articulação Municipal] e no enfrentamento à pandemia”.

Em recente entrevista ao portal o seu esposo o senador Veneziano (MDB), revelou que ainda nenhuma decisão foi tomada. “Eu não vou exigir. A minha condição de esposo de Ana Cláudia não pode ser a condição de quem exige. Nem ela exige a mim como esposa e nem eu como esposo. Nossa relação é muito respeitosa”, ressaltou. O senador, no entanto, revelou que há uma discussão sobre o sistema eleitoral, que pode tirar do cenário partidos menores da disputa. Nesse quesito, Veneziano deixou claro que o MDB é a favor da manutenção das regras anteriores.

Redação

Notícias relacionadas

“Terá candidato”, diz Galdino garantindo que João irá se pronunciar sobre eleição presidencial

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), o deputado Adriano Galdino, afirmou, neste final de semana, que o governador João Azevêdo (Cidadania) não deve ficar em cima do muro,…

Ruy se mostra contra aumento de 69% do salário de servidores federais

“Quero falar sobre um assunto que deixa a todos nós indignados”, assim o deputado federal Ruy Carneiro, iniciou um debate acerca da portaria que autoriza uma parcela de servidores federais…