Convivendo com uma crise interna tanto a nível estadual e nacional o deputado federal e presidente estadual do PSL, comentou ontem (28), numa emissora da capital, sua opinião sobre a saída dos deputados estaduais da sigla Moacir Rodrigues e Cabo Gilberto, defendendo que esperem a janela partidária do próximo ano.

Ao comentar sobre os reclames de Cabo Gilberto sobre seu comando do PSL-PB, relatou que a insatisfação surgiu devido a ter Cabo Gilberto recebido um não, sobre sua intenção de disputar a prefeitura da capital em 2020. “eu disse que não seria, mas ele não sabe escutar um não”.

Já ao analisar a intenção de Moacir de deixar a sigla, relatou que se caso isso ocorrer vai “dar uma festa” para comemorar.

 

Redação

Total
2
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Nacional bate martelo e crava Inácio Falcão na disputa pela PMCG, em 2020

O deputado e pré-candidato à Prefeitura de Campina Grande, Inácio Falcão, se reuniu com a presidente nacional do PC do B e governadora em exercício de Pernambuco, Luciana Santos, para…

Em Roma: João apresenta potencial paraibano na Cofindustria italiana

O governador João Azevêdo apresentou, nesta quarta-feira (20), em Roma, junto com os demais governadores do Nordeste, o potencial econômico e as oportunidades de negócios da Paraíba a empresários e…