Por pbagora.com.br

 Começou às 9h30 desta sexta-feira a reunião emergencial que a presidente Dilma Rousseff convocou para discutir a onda de protestos que levou ontem mais de 1 milhão de pessoas às ruas. Dilma determinou que todos os ministros permanecessem em Brasília. Até o momento, a Secretaria de Comunicação do Planalto não informa quem participa do encontro. Os detalhes da pauta também não foram divulgados, mas fontes afirmam que um pronunciamento presidencial sobre o tema pode ser considerado.

Por causa das manifestações, Dilma cancelou uma viagem que faria ao Japão sob argumento de que "não seria bom passar uma semana fora do País" neste cenário. Ela também adiou o lançamento do Plano Safra para o semiárido, evento que ocorreria hoje em Salvador. Dilma vem acompanhando de perto a onda de protestos por meio de seus auxiliares. Responsável pela inteligência e pela segurança presidencial, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), José Elito, admitiu que o sistema de inteligência do País vem monitorando os movimentos.

 

Terra

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Em JP: Cícero aborta qualquer possibilidade de disputar vaga de vice

O pré-candidato à PMJP, Cícero Lucena (Progressistas), negou nesta sexta-feira (07) encontro com o senador José Maranhão visando apoio ou uma possível colocação de vice na chapa do MDB à…

PB Agora/Datavox: aprovação da gestão João Azevêdo chega a 84,1% em Triunfo

A gestão do governador João Azevêdo (Cidadania) é aprovada por 84,1% da população do município de Triunfo, na Paraíba. Os números são resultados da pesquisa Datavox/PB Agora realizada na cidade,…