Por pbagora.com.br

O candidato dos Progressistas à Prefeitura de João Pessoa, Cícero Lucena, foi mais uma vez alvo de ataques apócrifos de seus adversários na manhã desta quinta-feira (12).

Desde as primeiras horas da manhã de hoje, a coordenação de campanha do “caboclinho” vem recebendo fotos de panfletos que foram jogados aos montes pela cidade atacando a honra do candidato e emporcalhando as ruas, sem qualquer identificação de autoria, o que configura crime eleitoral.

Segundo o departamento jurídico da campanha será encaminhada uma Notícia Crime a Polícia Federal informando os locais em que os panfletos foram jogados e serão anexadas provas materiais do crime, solicitando inclusive imagens de câmeras nas ruas onde os criminosos agiram.

Sobre os crimes praticados pelos adversários, temos no Código Eleitoral, a previsão nos artigos 324 e 325. “Caluniar alguém, na propaganda eleitoral, ou visando fins de propaganda, imputando-lhe falsamente fato definido como crime”, e segue “difamar alguém, na propaganda eleitoral, ou visando a fins de propaganda, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação”. Além da própria distribuição de material apócrifo que configura crime por si só.

Para a coordenação da campanha, a prática deste “ato covarde e criminoso só mostra que os adversários não estão interessados em debater a cidade, mas apenas atacar a honra de Cícero, transformando a campanha em um festival de baixarias. Além de sujarem toda cidade, mostrando que não respeitam o cidadão”.

 

Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Repartições estaduais terão ponto facultativo nos dias 8, 24 e 31

Portaria publicada hoje (2), na edição do Diário Oficial do Estado, faculta os expedientes dos dias 8, 24 e 31 de dezembro de 2020, nas repartições estaduais da Administração Direta…

Prefeita eleita de Conde protocola no TCE/PB denúncia contra gestão Márcia

A equipe de transição indicada pela prefeita eleita do município de Conde-PB, Karla Pimentel, protocolou no tribunal de Contas do Estado da Paraíba, na manhã desta quarta-feira, 02/12/2020, denúncia em…