Por pbagora.com.br

Tendo como fonte um documento do gabinete do deputado federal Luiz Albuquerque Couto (PT), o jornal Correio Braziliense prepara matéria e deverá trazer em sua edição desta quinta-feira (21) sobre possíveis irregularidades envolvendo uma casa de propriedade do senador Efraim Morais (DEM), na praia de Camboinha, em Cabedelo, em terreno pertencente ao patrimônio da União.

“Trata-se de mais uma manobra sórdida para sujar o nome do senador Efraim que esbarra na mais absoluta falta de procedência”, já se adianta o deputado federal Efraim Filho, não estranhando o fato de que o gabinete de Luiz Couto esteja por trás dessa matéria, como fonte. “São claros os interesses dele nas eleições de 2010”, desqualifica o parlamentar.

O documento ao qual se reporta Efraim Filho e que deve servir de base para a matéria do Correio Braziliense, é um ofício do gabinete do deputado Luiz Couto, do dia 10 de setembro de 2008. Encaminhado à secretária do Patrimônio da União, Alexandra Reschke, o ofício tenta levantar informações sobre o processo de nº 10467.006439/85-30.

Entre as informações que Luiz Couto tenta levantar junto à secretária, o deputado pede cópias “de toda documentação (autuação, pareceres da consultoria jurídica, recursos e etc)” referente ao processo, que “diz respeito a possíveis irregularidades envolvendo uma mansão de propriedade do senador Efraim Morais, localizada à beira da praia de Camboinha, em terreno da Marinha, no Estado da Paraíba”.

Luiz Couto vai mais além. No mesmo ofício, pede “cópias de todas e quaisquer documentações que dizem respeito a processos administrativos envolvendo o nome deste (!) senador”.

Sem procedência

Estando municiado de toda a documentação relativa a esse ´processo, o senador Efraim Morais garante não ter qualquer irregularidade na aquisição de seu imóvel e que tudo foi feito dentro da mais absoluta transparência e lisura.

Acompanhando o processo, desde seu nascedouro, o advogado George Morais, filho do senador, também deixa claro que todas as informações pertinentes à questão já foram repassadas ao órgão federal responsável pela administração do patrimônio da União.

Lamenta

Entrevistado pelo PB Agora, o senador Efraim Morais disse lamentar esse tipo de postura no bastidor do deputado Luiz Couto, principalmente quando se sabe de suas pretensões dentro do processo sucessório em 2010, mas disse estar efetivamente tranquilo em relação à sua isenção de culpa em qualquer procedimento na área pública – tanto assim que fez questão de apresentar, em plenário, durante discurso nesta terça-feira, certidões negativas atestando sua conduta ilibada e sem manchas.

Relator do PAC

Relator da Comissão de Infraestrutura do Senado Federal, Efraim Morais será responsável pela avaliação de, pelo menos, 80% dos investimentos do Governo Lula para este ano no setor. A rigor, todas as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) passarão por seu crivo. Ele revela que já formou uma equipe técnica e já está “imerso” na análise de toda a documentação.

O senador não descarta a possibilidade de que isto, também, venha a ser uma das razões para que ele se torne um alvo fácil da ação do PT contra sua imagem.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Veja a agenda dos candidatos à Prefeitura de Campina Grande nesta sexta-feira

Os postulantes à Prefeitura de Campina Grande participam nesta sexta-feira (30) de gravações de guia, visita aos bairros e inauguração de comitê. Ana Cláudia (Podemos) 9h – Visita ao Terminal…

Defesa de RC aponta distorções nos áudios que lastrearam a denúncia contra ex-governador

Vai e volta o tema ‘Calvario’, retorna na vida do ex-governador e candidato à prefeitura de João Pessoa, Ricardo Coutinho, do PSB. Desde o início da chamada Operação Calvário, Coutinho…