Por pbagora.com.br

Apesar de reconhecer a larga vantagem número de parlamentares da bancada governista, que deve ser a vitoriosa na eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), prevista para fevereiro de 2019, a deputada estadual reeleita, Camila Toscano (PSDB), que inclusive é uma das cotadas para liderar a bancada a partir da próxima legislatura, considera que seu bloco merece uma espaço generoso na formação da nova Mesa Diretora da Casa.

 

Camila Toscano também tem analisado quais nomes poderão representar melhor as demandas da Casa.

“Nós, da oposição, somos minoria. Não tem sentido sairmos com um candidato para presidente, porque o Governo não vai deixar. A gente tem que buscar espaço, a conversa e o diálogo com os candidatos existe para isso”, disse.

 

A tucana ainda destacou que a oposição quer um espaço que a represente. “Entendo que a Mesa não pode ser levada só pela questão da oposição e situação. Ela reflete a própria Assembleia e o andamento dos trabalhos, daí a importância dela representar as duas bancadas”, afirmou.

 

PB Agora


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Notícias relacionadas

Ao lado de Aguinaldo, prefeito pede a ministro recursos para Saúde de São José de Espinharas

Neste sábado (17) o Prefeito de São José de Espinharas, Netto Gomes (Progressistas), participou juntamente com o deputado federal e líder da Maioria no Congresso, Aguinaldo Ribeiro (Progressistas) da visita…

Mesmo sob novo comando, CMCG é criticada por ‘dormir nas suas atribuições’

A mudança de comando na presidência da Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG) em nada alterou o andamento do trabalho legislativo. Pelo menos é essa a percepção do vereador Olímpio Oliveira…