O deputado estadual e presidente da Frente Parlamentar de Empreendedorismo e Desenvolvimento Econômico da Assembleia Legislativa da Paraíba (UFPB), Eduardo Carneiro (PRTB), apresentou nesta terça-feira (31), votos de aplauso para os laboratórios de Produção Digital da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), da Escola Internacional Cidade Viva (FabLab) e ao Núcleo de Tecnologias Estratégicas em Saúde (Nutes) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), que estão fabricando e doando equipamentos de proteção para que os profissionais de saúde utilizem no combate ao coronavírus.

Na Paraíba, o trabalho para a produção de máscaras Face Shield tem à frente o Nutes por meio do Laboratório de Tecnologias 3D (LT3D), o qual coordena uma rede formada pela Universidade Federal da Paraíba, Instituto Federal da Paraíba (IFPB), Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

O Laboratório de Fabricação Digital da Escola Internacional Cidade Viva, está usando a tecnologia e a inovação para o enfretamento ao novo coronavírus, causador da Covid-19. A escola está produzindo 200 protetores faciais para profissionais da saúde da Paraíba. O protetor facial, que será distribuído gratuitamente, está utilizando a tecnologia de impressora 3D em sua fabricação. O FabLab da Escola Internacional Cidade Viva, pioneiro em uma escola no estado da Paraíba, decidiu apoiar a iniciativa do Nutes após o pedido de colaboração às instituições que têm laboratórios com impressoras 3D.

Também se utilizando da tecnologia 3D, o Laboratório de Produção Digital da UFPB fez uma doação de máscaras ao Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW-UFPB), da Universidade Federal da Paraíba, vinculado à Rede Ebserh, reforçando assim, estoque de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

Nessa primeira etapa foram doadas 55 máscaras para o Hospital Universitário, mas a meta é que sejam produzidas 4 mil para todo o Estado. As próximas remessas beneficiarão três hospitais situados na Grande João Pessoa (Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena; Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires; e Complexo Hospitalar de Mangabeira Tarcísio de Miranda Burity, mais conhecido como Trauminha), além do Samu.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião – Depois da pandemia virá a mais difícil tarefa para os governantes: o ressurgir das cinzas

A tarefa prevista para os chefes de Executivo, em todos os níveis, para o pós-pandemia, não é missão para qualquer um. Principalmente no tocante aos governadores de Estado. Ao final…

Opinião: pré-campanhas eleitorais sofrem desaquecimento com a Pandemia. Prefeitos querem adiamento

A pandemia do coranavirus também desacelerou as pré-campanhas para prefeitos e vereadores, tanto em João Pessoa, como em Campina Grande e demais municípios paraibanos. Enquanto aumenta a dúvida sobre a…