Por pbagora.com.br

Apesar da crise econômica provocada pela pandemia, a estimativa da prefeitura de Campina Grande é de ter um orçamento maior em 2021, em comparação ao que foi projetado em 2019 para este ano. O projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA) enviado à Câmara pelo prefeito Romero Rodrigues (PSD) estima um orçamento de R$ 1.053.985.000,00. No fim do ano passado, quando enviou a LOA ao Legislativo, a previsão era de um orçamento de R$ 1.039 bilhão. Segundo a economista Madalena Márcia Oliveira, coordenadora de Gestão da Prefeitura, explica quais são as principais dotações orçamentárias da estrutura administrativa de Campina Grande.

Pelo projeto a maior parte dos recursos será destinada à saúde, através do Fundo Municipal de Saúde, com R$ 295 milhões. Depois, a Educação ficará com R$ 213,5 milhões. As ‘pastas’ de Obras e Serviços Urbanos aparecem logo em seguida, com R$ 83,5 milhões e R$ 80,5 milhões – respectivamente. A Câmara Municipal deverá ter, conforme as estimativas, um orçamento anual de R$ 22,6 milhões – um milhão a mais do que foi estimado em 2019.

“Em sua maioria, as demais secretarias municipais ficaram com a mesma distribuição do exercício de 2020. Não houve muitas alterações, até porque, como a gente já tinha colocado na Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2021, as previsões não são possíveis de ser concretizadas, devido à situação de pandemia que enfrentamos na economia global”, esclareceu Madalena Márcia.

Veja o projeto da LOA 2021:

orçamento-cg

Redação

Notícias relacionadas

Levantamento do PB Agora contabiliza 10 nomes cotados para disputar única vaga da Paraíba no Senado em 2022

Um levantamento feito pela reportagem do PB Agora contabilizou ao menos dez nomes cotados para ingressar na disputa pela única vaga da Paraíba no Senado Federal nas eleições de 2022.…