Por pbagora.com.br
Mais de dois milhões de brasileiros têm traços de dependência da bebida alcoólica (Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O isolamento social está afetando a saúde mental cada vez mais, tendo em vista que durante a pandemia do COVID-19 sentimentos de medo e incerteza vem à tona. Além disso, houve um aumento nos sintomas de depressão, ansiedade e no consumo de cigarro e álcool, segundo uma pesquisa Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a ConVid, 18% dos entrevistados aumentaram o consumo de bebida alcoólica durante a pandemia, principalmente, na faixa etária de 30 a 39 anos. Em relação aos fumantes, 22,5% dos entrevistados aumentaram o consumo para dez cigarros por dia e 5,1% consumindo a partir de 20 unidades..

Tais aumentos preocupam especialistas como Eliane de Oliveira, psicóloga e coordenadora do Grupo de Apoio Terapêutico Anti Tabagismo da Policlínica Municipal Jaguaribe, ela destaca que os pacientes têm aumentado o número de cigarros devido à conjuntura do distanciamento social. “Tenho observado através do atendimento on-line que o bombardeio de notícias, a perda de pessoas próximas por covid-19 e o medo de contrair a doença têm provocado um sentimento de angústia nos pacientes, atrelado ao fato que o fumante tem maior predisposição de desenvolver a versão mais grave da doença, segundo pesquisas”, comentou.

Assim também pensa o coordenador do comitê de arquivos históricos dos Alcoólicos Anônimos da Paraíba, J. Manuel. Na sua opinião, ocorreu uma redução de 50% na participação das reuniões on-line dos membros da irmandade em razão da pandemia. Por outro lado, aumentou a procura de mulheres neste período. “Temos em média 60 grupos presenciais na Região Metropolitana de João Pessoa, mas apenas 6 a 8 grupos estão atendendo on-line. Em relação às mulheres, a garantia do anonimato impulsionou a busca por ajuda já que nas reuniões on-line, existe a opção de participar da reunião sem expor a imagem”, sintetiza.

Redação

Notícias relacionadas

Manoel Jr é o único prefeito paraibano a compor nova diretoria executiva da CNM

O prefeito de Pedras de Fogo (PB) Manoel Junior, que é ex-presidente da Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) é o único prefeito paraibano a integrar a chapa…

Petista foi o único a votar contra PL que tornou atividade religiosa como essencial em JP

Indo de encontro às medidas restritivas (que incluem até toque de recolher) tomadas recentemente pela Prefeitura de João Pessoa (PMJP) – em consonância com decreto estadual – para tentar barrar…