A Paraíba o tempo todo  |

Conjuntura política e econômica do país é tema na tribuna da CMJP

Na primeira sessão ordinária híbrida do segundo semestre da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), o vereador Marcos Henriques (PT) abordou a conjuntura política e econômica do Brasil.

Na manhã desta quinta-feira (4), o parlamentar declarou: “O Brasil da esperança é possível”. Na ocasião, foi exibido um vídeo com trechos de reportagens sobre diversas declarações, tidas pelo vereador como imprecisas, do atual presidente do país.

“Preciso falar um pouco sobre a política geral de nosso país. Esse governo federal que nós temos é um governo da mentira. Achei extremamente importante trazer esse vídeo sobre as mentiras contadas por Bolsonaro, o pai da mentira, que faz desse governo um desastre total”, declarou.

O parlamentar apresentou alguns números sobre a economia do país. De acordo com ele, a projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do país deve ser de 0,5% e há mais de 10 milhões de desempregados, com cerca de 3 a cada 10 famílias endividadas no país afora. “Um terço de nossa população vive em insegurança alimentar e não tem o que comer. A previsão da inflação deste ano é de 12%”, revelou.

“Precisamos corrigir a injustiça social de nosso país porque a concentração de renda é perversa. Temos que cobrar mais de quem tem mais. O Brasil da esperança é possível”, ressaltou. Ele ainda destacou que o contrato formal de trabalho foi terceirizado e possibilita a flexibilização da jornada de trabalho, permitindo que o trabalhador possa ganhar meio salário mínimo para sobreviver.

Em aparte, o vereador Thiago Lucena (PRTB) questionou o petista a respeito das críticas esquerdistas à flexibilização trabalhista e ao fato de que não reclamam do poder público pela contratação de assessor de governo federal a municipal sem amparo da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). “Isso vai fazendo com que o Brasil seja um dos piores países para se investir neste mundo. Isso são dados. Quando a gente flexibiliza a legislação trabalhista a gente melhora a vida da população como um todo. Os países mais desenvolvidos têm a flexibilização trabalhista e todo mundo vive melhor”, afirmou.

Em resposta, Marcos Henriques disse que não é contra o empresariado, mas que os trabalhadores precisam ter poder aquisitivo para fazer a cadeia econômica girar. “No poder público existem problemas por conta do empreguismo perpetrado por grande parte dos políticos. Isso é algo que também precisa ser resolvido em nosso país”, enfatizou.

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe