Por pbagora.com.br

 O ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, que teve sua prisão decretada na sexta-feira após ter sido condenado por participar no chamado esquema do ‘mensalão’, fugiu para a Itália, informou o delegado Marcelo Nogueira da Polícia Federal do Rio de Janeiro, neste sábado.

Pizzolato é o único dos 12 condenados no processo do mensalão que tiveram seus mandados de prisão expedidos na sexta-feira pelo Supremo Tribunal Federal a não se apresentar à polícia.

De acordo com o delegado, o advogado do ex-diretor do BB, Marthius Sávio Lobato, entrou em contato com a Polícia Federal neste sábado e afirmou que ao chegar à residência do réu, no Rio de Janeiro, foi informado pela família que Pizzolato, que tem dupla cidadania, teria fugido para a Itália.

Pizzolato foi condenado a 12 anos e sete meses de prisão por peculato, corrupção passiva e lavagem de dinheiro no julgamento do ‘mensalão’ — esquema de compra de apoio político no Congresso durante o primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Na sexta-feira, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e o ex-presidente do PT e deputado federal licenciado José Genoino (SP), que também tiveram a prisão decretada pelo STF, se entregaram à Polícia Federal em São Paulo.

O ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares se apresentou neste sábado em Brasília. O empresário Marcos Valério, apontado pelo STF como operador do esquema, e a ex-presidente do Banco Rural Kátia Rabello se apresentaram na sexta-feira em Minas Gerais.

Todos os condenados que se entregaram serão levados neste sábado para Brasília, para que possam começar a cumprir suas penas.

 

R7

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ruy se solidariza com Socorro Gadelha: “Edilma já estava escolhida há tempos”

Com palavras firmes e diretas, o deputado federal Ruy Carneiro fez questão de demonstrar solidariedade à ex-secretária de Habitação de João Pessoa Socorro Gadelha, pelo modo como foi descartada pelo…

Prestes a receber anúncio de candidato, base da situação pode chegar dividida em CG

restes a conhecer o candidato que disputará a Prefeitura Municipal de Campina Grande, na sucessão do prefeito Romero Rodrigues (PSD), a base da situação pode chegar dividida no pleito. É…