Por pbagora.com.br
Foto: reprodução

Opositores e aliados de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) repercutiram o recente julgamento no STF (Supremo Tribunal Federal) que confirmou, por 8 votos a 3, a anulação de todas as condenações do ex-presidente no âmbito da Operação Lava Jato. Com a decisão, Lula se torna ficha limpa, podendo concorrer nas eleições de 2022. Quem opinou sobre esse assunto foram os deputados federais Ruy Carneiro (PSDB) e Frei Anastácio (PT).

Para o deputado tucano, decisão judicial não se contesta. “Acho que as decisões jurídicas devem ser respeitadas. Quem estiver juridicamente apto para participar da eleição e quiser participar, está dentro dos padrões legais e deve ter esse direito”, disse.

Já o petista focou na justiça sendo feita e agora liberando Lula para a disputa. “Essa decisão mostra que a ‘República de Curitiba’ não passa de uma organização criminosa, que usou a Justiça para cometer injustiças. Seria mais um absurdo o STF não reconhecer isso. Mesmo depois de cinco anos, o STF realizou um julgamento histórico para a sua própria reputação, como guardião da Constituição brasileira”, comentou.

O julgamento, porém, ainda não terminou. A maioria dos ministros concordou sobre a incompetência da 13ª Vara Federal de Curitiba para julgar Lula, mas não entrou em consenso sobre o destino dos processos: Distrito Federal ou São Paulo. Esse ponto será discutido na próxima quinta-feira (22).

Redação

Notícias relacionadas

“O Avante estará na chapa majoritária de João”, diz presidente da ALPB

O presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino (PSB), em entrevista a imprensa nesta terça-feira (11), garantiu que o Avante, legenda controlada no estado pela sua mulher a prefeita de Pocinhos…

Atuação da penitenciária Júlia Maranhão é elogiada por deputado: “Política de respeito”

Em visita institucional  como Presidente da Comissão de Educação, Cultura e Desporto da ALPB, à Penitenciária Feminina Júlia Maranhão, em João Pessoa, o deputado Estadual Anísio Maia (PT) gostou do…