O governador Ricardo Coutinho, do PSB, não confirmou se voltaria a disputar a prefeitura de João Pessoa, nas eleições de 2020, mas ressaltou, durante entrevista nesta sexta-feira (08), que compreende o fato de ter seu nome lembrando pela população para voltar ao comando da Capital.

Segundo ele, existe, atualmente, um vazio administrativo na Capital, em comparação do que ocorreu nos anos em que ele foi prefeito por dois mandatos. Naquela época, conforme o governador, o orçamento anual era menos e 1/3 do que é agora, mas, mesmo assim, a população era contemplada com políticas públicas frutos de recursos próprios, diferente do que é agora, com Luciano Cartaxo (PV).

Para ele, essa perda das potencialidades, a ausência de intervenções é sentida pela população.

“Existe um vazio administrativo dentro da prefeitura de João Pessoa. Isso não é uma crítica, mas é verdade isso que estou dizendo. Eu governei a cidade de João Pessoa com R$ 600 milhões de orçamento anual, hoje é R$ 2,8 bilhões. Meu amigo, isso, para uma cidade, eu faria tanta coisa, mais tanta coisa. E nós fizemos simplesmente 88 PSFs novos com recursos próprios. Eu num fui atrás de 1 real do governo federal. Eu fiz mais creches novas do que o atual governo, diz dez escolas novas de grande porte, tudo com recursos próprios, ou seja, essa perda de potencialidade nas políticas públicas, nas intervenções na cidade, isso é sentido”, ressaltou.

Ricardo disse que a Paraíba passa por uma das suas maiores crises financeiras, todavia, graças ao planejamento, o Estado pode, até o final desse ano, contabilizar mais de 200 obras inauguradas.

 “Eu estou aqui com uma tarefa enorme que é continuar vencendo essa crise, que é violenta e é pesada. Se eu não tivesse adotado as medidas que eu adotei, restringindo gastos, restringindo cargos, e um monte de coisa, segundo, aumentando o investimento, apertando. Esse dinheiro do Estado circula. Nós vencemos essa crise em função das estratégias e medidas do governo”, arrematou.

 

Márcia Dias

PB Agora

Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Presidente do PT-PB aponta “guerra das oligarquias” dentro do grupo de Romero

Por meio das suas redes sociais o presidente estadual do PT-PB Jackson Macedo voltou ontem (09), a usar uma matéria do portal, para expressar seu lamentos sobre o que estipulou…

Assessor da Presidência com páginas derrubadas por fake é paraibano

Após uma ampla investigação coordenada pela direção da plataforma do Facebook e Instagram divulgada na última quarta-feira (08), que retirou diversas paginas destas redes sociais, foi descoberto que os grupos…