Brasília – Plenário da Câmara dos Deputados durante sessão extraordinária convocada para analisar a MP dos Portos, segue vazio.

A Câmara dos Deputados instalou recentemente a comissão especial que vai analisar o mérito da Proposta de Emenda à Constituição (PEC 45/19) da reforma tributária. Os parlamentares escolheram como presidente do colegiado o deputado Hildo Rocha (MDB-MA) e como primeiro vice, Sidney Leite (PSD-AM). A relatoria caberá ao deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). Além de Aguinaldo a comissão contará com os deputados paraibanos Efraim Filho (DEM), Hugo Motta (PRB) e Wellington Roberto (PL).

A comissão especial será composta por 43 titulares e o mesmo número de suplentes. Os quatro parlamentares paraibanos titulares da comissão já sinalizaram apoio a reforma. Ao participar da instalação, o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que a reforma tributária representa um desafio diferente da previdenciária, cujo texto-base será votado nesta quarta-feira no plenário.

A proposta institui o Imposto sobre Operações com Bens e Serviços (IBS), que substitui três tributos federais – IPI, PIS e Cofins -, o ICMS, que é estadual, e o ISS, municipal. Todos eles incidem sobre o consumo.

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: Estaria o ex-governador Ricardo Coutinho forçando João Azevêdo se tornar um político tradicional?

Neste novo cenário que se constrói – a partir de um rompimento político entre ambos – estaria o ex-governador Ricardo Coutinho transformando João Azevêdo numa figura política, no sentido mais…

Cinco deputados paraibanos assinam pedido de CPI da ‘Lava Jato’ na Câmara

O pedido de CPI da Lava Jato foi validado pela Mesa da Câmara dos Deputados nesta última sexta-feira (13). A Mesa validou 175 das mais de 200 assinaturas obtidas pela…