Foi aprovado nesta segunda-feira (4), pela Comissão Processante da Câmara Municipal de Bayeux, o parecer pela cassação do prefeito afastado Berg Lima, preso durante operação controlada do Ministério Público da Paraíba, onde o gestor foi flagrado, supostamente, recebendo propina de um empresário do município.

De acordo com o procurado jurídico da Câmara, Aécio Faria, o prefeito afastado tem o prazo de cinco dias para fazer suas alegações finais e, logo em seguida, o parecer aprovado pela Comissão será votado em plenário pelos parlamentares de Bayeux.

 

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cientista político paraibano elenca motivos da baixa quantidade de mulheres eleitas na política

As regras da Justiça Eleitoral que buscam resguardar cotas mínimas de candidaturas femininas e de recursos financeiros a elas ainda não são garantia de que mais mulheres serão, efetivamente, eleitas…

Galdino revela que não tolera mais ausências injustificadas dos deputados na ALPB

Promessa feita durante a sua postulação para presidir a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), o deputado Adriano Galdino (PSB), voltou ontem (15), a afirmar que não vai tolerar mais ausências…