A notícia de que o governador João Azevêdo irá se filiar ao Cidadania, antigo PSS, não está sendo bem digerida por partidos aliados que defendem uma frente mais esquerdista do que a nova sigla de João.

Com isso as diretorias executivas do PT e do PCdoB em João Pessoa promoveram reunião conjunta, nessa sexta-feira (31) onde reforçaram a defesa da manutenção da aliança e fortalecimento das forças que compõem o chamado “Campo Democrático e Popular”.

Trocando em miúdos, ao que tdo indica os dois partidos devem seguir sem apoiar a gestão, haja vista apesar do Cidadania se mostrar como um partido que milita no campo da centre esquerda, PT e PCdoB alegam que a sigla não faz parte do seu campo de alianças e que teria votado á favor do impeachment da ex-presidente Dilma.

Veja a nota na íntegra:

Os partidos políticos PT e PCdoB reuniram-se, nesta sexta-feira (31/01), para debater a conjuntura política, social e econômica da cidade e do país, traçando estratégias para a agenda eleitoral de 2020. A manutenção do Campo Democrático e Popular e a realização de um Fórum para discutir a cidade de João Pessoa foram as principais decisões tomadas neste primeiro encontro.

Na pauta dos dois partidos estão as preocupações com o agravamento do cenário de crise que assola o país e as consequências, consideradas desastrosas, das políticas implementadas pelo Governo Bolsonaro, sobretudo nos municípios do nordeste, especialmente na cidade de João Pessoa.

Na reunião, o PT e o PCdoB discutiram a necessidade da união dos partidos do Campo Democrático e Popular com a finalidade de barrar o avanço da Extrema Direita e de seu ideário neofascista. Os dois partidos também refletiram sobre a realidade das políticas públicas no município de João Pessoa, sobretudo num cenário de crescimento da pobreza, dos altos índices de desemprego e do avanço da precarização do trabalho e da renda dos mais pobres.

A atividade contou com a participação das Direções Executivas Municipais das duas agremiações partidárias e ao final do encontro foram encaminhadas as seguintes diretrizes: Manter e ampliar a organização do Campo Democrático e Popular, inclusive, com a participação dos Movimentos Sociais e Sindicais, e fomentar a organização de um fórum de debate sobre os problemas específicos da cidade de João Pessoa, com a finalidade de identificá-los e, ao mesmo tempo encontrar, a partir do diálogo com a sociedade, propostas para melhorar a qualidade de vida da população.

João Pessoa, 31 de janeiro de 2020.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Deputado pré-candidato à PMCG chama vereador da situação de “vereadorzinho”

Em clima de pré disputa eleitoral em Campina Grande, o vereador Márcio Melo (PSDC), e o deputado estadual e pré candidato a PMCG Inácio Falcão (PC d B), trocaram farpas…

Eleições de 2020 trazem novas regras e preveem limitação no autofinanciamento

Mais de 153 milhões de eleitores vão às urnas neste ano para eleger prefeitos e vereadores. Criminalização de fake news, boca de urna eletrônica e restrições aplicadas às campanhas podem…