A Paraíba o tempo todo  |

Com direito a Menção Especial, Veneziano é eleito, pela sétima vez, um dos 100 “Cabeças” do Congresso Nacional

Vice-presidente do Senado Federal, o senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB) foi eleito pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar-Diap como um dos 100 “Cabeças” do Congresso Nacional. A série é uma publicação anual, que apresenta os 100 parlamentares mais influentes do Congresso, considerando diversos critérios.

Esta é a sétima vez que Veneziano é inserido no seleto grupo, sendo três vezes quando ele exercia mandato de deputado federal e quatro vezes como senador. Este ano, novamente, o Diap fez uma Menção Especial ao parlamentar paraibano, considerando-o “referência” ao caráter “Debatedor” de Veneziano, afirmando que ele, “sem abrir mão de suas convicções políticas, respeita a vontade da maioria”.

De acordo com a publicação, os debatedores “são parlamentares ativos, atentos aos acontecimentos e principalmente com grande senso de oportunidade e capacidade de repercutir, seja no plenário, na imprensa ou nas redes sociais, os fatos políticos gerados dentro e fora do Congresso Nacional. São, por essência, parlamentares extrovertidos, que procuram ocupar espaços e explorar os assuntos que possam ser notícia”.

Afirma também que são “conhecedores das regras regimentais que regem as sessões e o funcionamento das Casas do Congresso Nacional, exercem real influência nos debates e na definição da agenda prioritária. Com suas questões de ordem, de encaminhamento, discussão de matérias em votação e obstrução do processo deliberativo dominam a cena e contribuem decisivamente na dinâmica do Congresso. São os parlamentares mais procurados pela imprensa”.

Esta é a vigésima nona edição de “Os Cabeças” do Congresso Nacional, publicação que, desde a sua primeira edição, é referência e leitura obrigatória entre parlamentares, autoridades do Poder Executivo, dirigentes partidários, sindicais e empresariais, estudiosos, formadores de opinião e demais interessados no processo decisório no Poder Legislativo.

“A metodologia utilizada, os critérios adotados, a ausência de vícios ou preferências na indicação dos nomes, aliados à experiência e seriedade de nossa equipe técnica são a garantia de tratar-se de um trabalho diligente e criterioso, portanto, digno de credibilidade”, ressalta o Diap, na publicação.

Salienta, também, que o parlamentar inserido no grupo dos 100 “Cabeças” do Congresso é alguém “hábil, experiente, especializado, ou que detém recursos – materiais, econômicos, organizacionais, humanos, técnicos, partidários, ideológicos ou regionais, e capacidade de convertê-los em poder e, portanto, em liderança”, classificando os operadores-chave do processo legislativo em cinco categorias: debatedores, articuladores/organizadores, formuladores, negociadores e formadores de opinião.

Confira mais detalhes da seleção da Diap

 

Assessoria

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe