Por pbagora.com.br

O colunista Lauro Jardim, de O Globo Online, noticia que foram cinco os nomes que Jair Bolsonaro, por meio de intermediários, avisou ao PSL que quer ver fora do partido, se ele decidir retornar. São quatro deputados federais (Joice Hasselmann, Júnior Bozzella, Dayane Pimentel e Nereu Crispim) e um senador (Major Olímpio). Ao contrário do que chegou a ser veiculado anteriormente pela Veja, o deputado federal paraibano Julian Lemos não está entre as cabeças pedidas pelo presidente.

Ao ser questionado sobre o assunto na semana que passou, Julian tratou seu suposto pedido de expulsão por Bolsonaro como “fake news” e viu na nota “a digital do deputado federal Eduardo Bolsonaro, um político imaturo, inseguro e que não aprendeu, ainda, a lidar com o poder. Ao contrário dele, o seu pai – o presidente Jair Bolsonaro – jamais desceria a um nível tão baixo”.

Já a deputada Dayane Pimentel enviou ao colunista a seguinte nota: “Aproveito a oportunidade para reafirmar que não sou uma simples correligionária do PSL, sou uma das peças que o blinda das garras dos que querem tomá-lo à força. Estarei aqui para blindar novamente se preciso for e isso talvez incomode os planos de quem vive com a intenção de desestabilizar o partido”.

Em entrevista nesta terça-feira (1º), Julian reforçou que não acreditava  que o presidente seja capaz de fazer tal pedido e que na sua concepção isso jamais estaria em discussão.

“Circulam por aí listas com nomes de Parlamentares do PSL que seriam excluídos caso o presidente voltasse para o PSL, uma delas consta nosso nome a outra não, quero afirmar que não creio em nenhum delas, ambas são falsas, jamais isso estaria em discussão, não se tira partes de um corpo” declarou.

Redação

Notícias relacionadas

CCJ da ALPB rejeita texto que torna igrejas como atividade essencial na Paraíba

Na manhã desta sexta-feira (05), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) rejeitou o projeto de Lei de autoria do deputado Jutay Meneses (Republicanos),…

Bolsonaro aparece com aprovação abaixo de 30%, segundo IPEC

No pior momento da pandemia e ainda sem a retomada do pagamento do auxílio emergencial, a aprovação do presidente Jair Bolsonaro aparece abaixo do patamar de 30% da população, segundo…