O senador Fernando Collor (PTB) disse, em Alagoas, que o colega dele Aécio Neves (MG) não será candidato a presidente da República. Nem o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), que abriria mão de ser cabeça de chapa para apoiar Marina Silva (PSB). Campos viraria vice de Marina.

As declarações foram dadas em Maceió, após encontro estadual de contabilidade.

"Não me baseio em pesquisas nem o Aécio me disse nada. Mas, o [José] Serra tem essa obsessão em ser candidato a Presidente da República. E ele vai esperar o Aécio derrapar, como um carro de corrida da Fórmula 1 que escorrega na pista e sai da prova", disse Collor.

Quanto a Marina Silva, Collor diz que a chapa no PSB está "de cabeça para baixo": "Marina teve 20 milhões de votos na eleição presidencial. Como ela será vice de Eduardo Campos, que faz um trabalho interessante em Pernambuco, se ele não é conhecido no País. O Eduardo será vice de Marina", explicou.

Collor apoia a reeleição da presidente Dilma Rousseff. "Eu não digo isso por apoiar a reeleição da Presidente. Mas, Marina está no PSB. Vem uma questão: quem será o candidato? Eduardo e Marina como vice? A coligação está de cabeça para baixo".

Em Alagoas, o senador disputa a reeleição com o governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) e a vereadora Heloísa Helena (PSOL). Pesquisa Vox Populi, divulgada na primeira semana de agosto, diz que Heloísa venceria a eleição.

Terra

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise: clã Cunha Lima inicia “ensaio” para voltar ao Governo da PB com Pedro

O protagonismo político do clã Cunha Lima na Paraíba foi, de certa forma, sepultado com a amarga derrota do ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB) que, no pleito de 2018, em…

Léo sobre deixar PSB: “Se quiserem a minha candidatura, estarei pronto. Se não, procuro outro caminho”

A dissolução do diretório municipal do PSB em João Pessoa, do qual a deputada Estela Bezerra é presidente, não foi muito bem avaliada pelos correligionários da Capital. O vereador Léo…