O senador Fernando Collor (PTB) disse, em Alagoas, que o colega dele Aécio Neves (MG) não será candidato a presidente da República. Nem o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), que abriria mão de ser cabeça de chapa para apoiar Marina Silva (PSB). Campos viraria vice de Marina.

As declarações foram dadas em Maceió, após encontro estadual de contabilidade.

"Não me baseio em pesquisas nem o Aécio me disse nada. Mas, o [José] Serra tem essa obsessão em ser candidato a Presidente da República. E ele vai esperar o Aécio derrapar, como um carro de corrida da Fórmula 1 que escorrega na pista e sai da prova", disse Collor.

Quanto a Marina Silva, Collor diz que a chapa no PSB está "de cabeça para baixo": "Marina teve 20 milhões de votos na eleição presidencial. Como ela será vice de Eduardo Campos, que faz um trabalho interessante em Pernambuco, se ele não é conhecido no País. O Eduardo será vice de Marina", explicou.

Collor apoia a reeleição da presidente Dilma Rousseff. "Eu não digo isso por apoiar a reeleição da Presidente. Mas, Marina está no PSB. Vem uma questão: quem será o candidato? Eduardo e Marina como vice? A coligação está de cabeça para baixo".

Em Alagoas, o senador disputa a reeleição com o governador Teotonio Vilela Filho (PSDB) e a vereadora Heloísa Helena (PSOL). Pesquisa Vox Populi, divulgada na primeira semana de agosto, diz que Heloísa venceria a eleição.

Terra

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Raíssa Lacerda deixa o PSD e vai para o Avante comandado por Genival Matias

Há tempos demonstrando sua insatisfação com o PSD, legenda que ajudou a fundar na Paraíba, a vereadora Raíssa Lacerda anunciou nessa sexta-feira a sua desfiliação da sigla. Já era sabido…

Manoel Jr desiste da disputa pela PMJP e mira Pedras de Fogo

O vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior, atual presidente do Solidariedade na Paraíba, declinou da disputa pela prefeitura da Capital, nas eleições desse ano para voltar todos os seus esforços…