Por pbagora.com.br

 A Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) vai realizar, na próxima semana, as audiências públicas voltadas para a discussão das prioridades e metas da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do Município para o exercício financeiro de 2015. As audiências serão realizadas entre os dias 26 e 30 de maio, no Plenário da Casa, sempre a partir das 15h.

 

O requerimento com o cronograma da Comissão de Finanças e Orçamento da Casa foi votado na última terça-feira (20). O presidente da CFO, vereador Raoni Mendes (PDT), convidou secretários municipais, entidades representativas da sociedade, autoridades, cidadãos, servidores municipais e todos os interessados a participarem das discussões que ocorrem na próxima semana. A data para apresentação de emendas ao projeto da LDO é 4 de junho, no gabinete do relator da Lei este ano, o vereador Lucas de Brito (DEM).

 

A LDO estabelece as metas e prioridades da Administração Pública, incluindo as despesas de capital, para o exercício financeiro subsequente, servindo de orientação para elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA). A matéria dispõe ainda sobre alterações na legislação tributária, gastos com pessoal, política fiscal e transferências do Município, sendo aprovada pelo Poder Legislativo, que, após isso, devolve-a ao Executivo para sanção.

 

Conforme o cronograma de audiências públicas, na próxima segunda-feira (26), serão discutidas as prioridades orçamentárias para a Secretaria de Saúde, o Fundo Municipal de Saúde e o Instituto Cândida Vargas.

 

Na terça-feira (27), as áreas de discussão são: Secretaria de Educação e Cultura; Secretaria Municipal da Juventude, Esporte e Recreação; Fundo Municipal de Cultura; Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope); e Secretaria de Ciência e Tecnologia.

 

Já na quarta-feira (28), devem ser explanadas as metas das seguintes áreas: Gabinete do Prefeito; Gabinete do Vice-Prefeito; Secretaria de Gestão Governamental e Articulação Política; Procuradoria-Geral do Município; Secretaria de Finanças; Secretaria de Administração; Secretaria da Receita Federal; Instituto de Previdência do Município; Procon Municipal; Fundo Municipal de Defesa dos Direitos Difusos do Consumidor; e Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur).

 

Na quinta-feira (29), estarão em pauta os orçamentos dos setores: Secretaria do Meio Ambiente; Secretaria de Turismo; Secretaria Municipal de Habitação Social; Fundo de Urbanismo (Fundurb); Fundo Municipal do Meio Ambiente; Fundo Municipal de Fomento à Habitação; Secretaria de Infraestrutura; Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedurb); e Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob).

 

Por fim, na sexta-feira (30), deve ocorrer a discussão sobre as áreas: Secretaria do Trabalho, Produção e Renda; Agência de Desenvolvimento dos Pequenos Negócios; Fundo Municipal de Apoio aos Pequenos Negócios; Secretaria de Desenvolvimento Social; Fundo Municipal de Defesa da Criança e do Adolescente; Fundo Municipal de Assistência Social; Fundo de Desenvolvimento do Município; Secretaria Municipal de Segurança Urbana e Cidadania; Gabinete de Comunicação Social; Secretaria de Transparência Pública; e Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas Para as Mulheres.

Redação

Notícias relacionadas

Ao lado de Aguinaldo, prefeito pede a ministro recursos para Saúde de São José de Espinharas

Neste sábado (17) o Prefeito de São José de Espinharas, Netto Gomes (Progressistas), participou juntamente com o deputado federal e líder da Maioria no Congresso, Aguinaldo Ribeiro (Progressistas) da visita…

Estados liderados por bolsonaristas encabeçam mortes por covid-19; veja posição da Paraíba

Um estudo feito pela unidade de inteligência do portal Congresso em Foco mostra que os estados que mais votaram em Jair Bolsonaro no primeiro turno das eleições presidenciais de 2018…