A manifestação realizada na última semana contra o contingenciamento de recursos no orçamento das universidades por parte do governo federal foi o pivô de um desentendimento entre vereadoras durante sessão realizada nesta terça-feira (21), na Câmara Municipal de João Pessoa.

De acordo com relato feito pela vereadora Eliza Vírginia (PP), O Colégio Lyceu Paraibano, onde a manifestação se concentrou, teria sido alvo de pichações durante o ato. No entanto, a vereadora Sandra Marrocos rebateu a crítica e acrescentou que a pichação não teria sido efetuada por militantes do Partido dos Trabalhadores (PT).

A vereadora Sandra Marrocos cobrou respeito por parte de Eliza e garantiu que durante sua trajetória política jamais faltaria com a verdade. De acordo com Marrocos, matéria apresentada por Eliza faz acusações de vandalismos contra integrantes da sigla. "Primeiro, vereadora Eliza, a senhora me respeito. Nunca a senhora vai me encontrar com uma inverdade na minha atitude política, por eu tenho muito respeito, mesmo pelo fazer político dela [Eliza], que eu não concordo com quase nada. E o vereador Marcos Henriques, com muita sensatez, solicitou que a vereadora retirasse a acusação da justificativa", declarou Sandra.

Eliza, segundo Sandra Marrocos, teria negado a acusação ao PT no texto. No entanto, Sandra garante haver o trexho no projeto.

A veradora Eliza Virginia rebateu as declarações de Sandra Marrocos e declarou que apresentará um projeto de lei qie ine pichações na cidade. A parlamentar defendeu ainda que matéia seja criada com intuito inibir atos de vandalismo. "A gente tem que estudar uma lei que oissam responsabilizar organizadores eventos pela possíves depredações do patrimônio público", observou Eliza.

 

PB Agora

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Tárcio, do PSOL, protocola queixa-crime contra vereador de João Pessoa

O ex-candidato a governador pelo PSOL, Tárcio Holanda Teixeira, protocolou uma queixa-crime na justiça paraibana contra o vereador pessoense Carlos Henrique da Costa Santos, conhecido como Carlão da Consolação que…

Rosas quebra silêncio e demonstra mágoas do PSB: “Falta de respeito”

O ex-presidente do PSB na Paraíba, Edvaldo Rosas, viu com naturalidade a nova formação da executiva do partido no estado,  ocorrida após a sua saída oficial e desejou sorte ao…