O vereador de João Pessoa e presidente municipal do Cidadania na Capital paraibana, Bruno Farias, negou nesta segunda-feira (02) que o governador João Azevêdo (PSB) tenha sido convidado para fazer parte dos quadros da sigla no Estado.

Bruno ressaltou que mesmo tendo dois dos seus integrantes (Nonato Bandeira e Ronaldo Guerra) figurando em cargos do alto escalão do Executivo estadual, não houve convite a João.

Ele declarou ainda que cabe exclusivamente ao governador decidir se fica ou não no PSB.

“Temos dois membros que integram o governo, o secretário Nonato Bandeira e o atual presidente Ronaldo Guerra que é o secretário de gabinete de João Azevêdo. Com relação a um possível convite do Cidadania a João que eu saiba não ocorreu, conversei com Nonato, conversei com Guerra e não houve convite nem de natureza formal e sequer informal, até porque a disputa interna do PSB cabe ao PSB resolver. A decisão é única e exclusiva do governador João Azevêdo e eu não o vi em nenhuma entrevista acenar sobre a possibilidade de sair do partido” declarou.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Deputado defende retorno de Lula à prisão

A incitação à violência e a perturbação de toda a ordem pública brasileira devem levar, o quanto antes, o ex-presidente Lula (PT) de volta para trás das grades. A afirmação…

No páreo: Nabor ratifica intenção de disputar prefeitura de Patos em 2020

O deputado estadual e ex-prefeito da cidade de Patos, Nabor Wanderley voltou a comentar, nesta terça-feira (12) sobre a disputa eleitoral na ‘Morada do Sol’. Mesmo sem confirmar o seu…