A Paraíba o tempo todo  |

Ciclovia da Tancredo Neves está intransitável para ciclistas, moradores cobram fiscalização da Semob

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

É praticamente impossível qualquer ciclista transitar com sua bicicleta pela ciclovia da Avenida Tancredo Neves. Além de esburacada há anos, ela vem servindo de estacionamento de veículos sem que seus proprietários sejam incomodados ou multados pela Semob. A ciclovia da Tancredo Neves tem 1.663 metros, e segundo informações da Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob-JP), já existe um projeto em desenvolvimento para todo aquele corredor cicloviário nos mesmos moldes do executado na Beira Rio.

 

Mas enquanto o projeto não sai do papel, outros problemas que impedem a passagem dos ciclistas por aquela ciclovia são entulhos, lama e o lixo que é jogado em sacos plásticos ao longo da faixa pelos próprios comerciantes e moradores da área. Por conta dos inúmeros problemas existentes na ciclovia da Tancredo Neves, a maioria dos ciclistas que inclusive utilizam a bicicleta como meio de transporte para chegar ao trabalho, prefere pedalar pela avenida.

 

"Sou pedreiro e trabalho para uma empresa que está construindo edifícios no bairro de Manaíra, e todos os dias vou para o trabalho de bicicleta, mas não tem como utilizar a ciclovia da Tancredo Neves, porque ela está sempre cheia de obstáculos e cheia de buracos. O jeito é dividir o espaço com os veículos para poder chegar no trabalho no meu horário", disse o jovem trabalhador da construção civil, José Alberto Soares.

 

O aposentado Severino Gomes da Silva, que vende frutas em sua bicicleta há mais de 10 anos, disse que todos os dias passa pela Tancredo Neves e que prefere vender seus produtos utilizando a ciclovia da avenida, porque não precisa de pressa. Segundo ele, mesmo indo devagar, em muitos pontos, por causa do lixo, dos entulhos e dos veículos estacionados, precisa sair da ciclovia para poder seguir pela avenida, porque não há espaço para passar.

 

Semob

Ainda segundo informações da Semob-JP, existe um projeto em desenvolvimento para todo o corredor Tancredo Neves, onde haverá a requalificação de toda a avenida com prioridade para o pedestre, o transporte coletivo, a acessibilidade, bem como o resgate da ciclovia lá existente desde a administração de Chico Franca. A Semob informou também que o sistema cicloviário atual de João Pessoa conta com 55,5 quilômetros de extensão.

 

 

Redação com Jornal a União

Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe