A Paraíba o tempo todo  |

Cícero orienta tucanos a cobrarem que Ricardo se explique

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O presidente estadual PSDB e senador Cícero Lucena Filho em entrevista na manhã deste sábado ao PB Agora espera que as investigações sejam conclusivas e já orientou sua bancada na câmara de João Pessoa um aprofundamento nas investigações do mensalão de Ricardo Coutinho.

Para Cícero, as denúncias apontam para um escândalo vergonhoso bem maior que o mensalão de Lula no Congresso. “A história do mensalão no congresso quase provoca o pedido de impeachment do presidente da república Lula e não ocorreu por que não houve uma ligação direta ao presidente, embora tenha derrubado toda cúpula do PT e cassado vários deputados. Neste caso de João Pessoa, esperamos que a câmara apure tudo isso” comparou o senador.

Segundo o senador, a Câmara de João Pessoa precisa tomar uma atitude enérgica. “Vamos cobrar transparência deste processo e o aprofundamento das investigações para saber a real dimensão das denúncias e que todos aqueles que tenham responsabilidades, seja punido na forma da Lei”, disse Cícero Lucena.

Quanto a prática denunciada de mensalão, onde ficou evidenciado a distribuição de gratificações através de bilhetes para assessores e motoristas de vereadores, o senador se disse surpreso com esta prática socialista. “Eu tinha informações da forma dos procedimentos e a tese diga o que eu diga, mas não faça o que eu faço, mas é lamentável como procedimento administrativo. Mais lamentável é que ele postava em seus discursos muitas falas e promessas que eram totalmente contra este procedimento. O que ele fez é algo escandaloso e vergonhoso. Imagine um jovem que ouviu Ricardo Coutinho dizer que era diferente, que fazia diferente, que o modelo era diferente. Ele realmente é muito diferente da administração passada” finalizou o senador.
 

Clilson Júnior

PB Agora

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe