A Paraíba o tempo todo  |
PUBLICIDADE

CCJ muda local de audiência com Waldson e governistas recusam seguir com depoimentos

Impasse em torno da audiência pública da CCJ com o secretário de Saúde, Waldson Sousa, foi mantido nesta terça-feira, 27, logo após a formação da mesa para discutir a constitucionalidade da MP que terceiriza os serviços de saúde no estado.

A audiência começou no plenário Joao Eudes, mas segundo o presidente da CCJ, deputado Janduhy Carneiro (PPS).

“Mudamos o local da audiência em consonância com o presidente da casa. Atendi a uma solicitação para transferir a audiência para plenário por ter mais espaços para o público que hoje comparece a esta casa”, explicou Janduhy.

O líder do governo, Hervázio Bezerra (PSDB), acusou o deputado Janduhy de ceder a uma manobra da oposição para mudar local da audiência.

“Ele cedeu a uma manobra da oposição. O secretário está na casa, mas para o plenário José Mariz, ele não irá. Ficará no João Eudes, local inicial da audiência”, justificou Hervázio.

O vice-presidente da Assembleia, Edmilson Soares, abriu a sessão ordinária e, logo em seguida, transformou em audiência pública para debater a MP da terceirização.

Houve bate-boca em plenário entre o líder do governo e os deputados de oposição. Hervázio não cedeu, a audiência seguiu sem o secretário de Saúde, Waldson Sousa, que permaneceuem outro auditório.

“Isso é muito pequeno, apenas houve uma mudança de local. Isso é infantilidade”, reagiu Rainery Paulino, autor da convocação do secretário de Saúde.

Hervázio anunciou que vai pedir ao relator da MP, deputado Antônio Mineral, que elabore o seu parecer para que na sessão de amanhã a Assembleia possa limpar a pauta, atropelando assim a oposição, que é minoria na CCJ e no plenário.

A audiência está lotada com ativistas sindicais, a exemplo do MST, Sindicato dos Médicos, além de autoridades, como o procurador do Trabalho, Eduardo Varandas
 

 

Paraíba

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe