Integrante da união das oposições, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD) trabalha para ser o pré-candidato do grupo, mas está esbarrando na estratégia.

É que depois de pressionar os partidos aliados e até mesmo excluir outras legendas do processo, sobretudo os aliados nanicos, que têm se mostrado insatisfeitos, o prefeito conseguiu extrair do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) uma resposta nada favorável sobre a definição do pleito.

Cássio avisou claramente que o PSDB já tomou a decisão e esta é pró Romero Rodrigues, do PSDB.

“No nosso caso a decisão está tomada em torno da pré-candidatura do prefeito Romero Rodrigues. Ele tem uma decisão difícil a tomar. Eu já tomei isso e sei que não é fácil, é como o poeta Raimundo Asfora dizia, 'é um instante que você se encontra com seu reduto íntimo e inviolável'. Então só o próprio Romero poderá tomar essa decisão. Ele naturalmente vai ouvir a opinião da família, vai ouvir a sugestão dos amigos, mas a decisão é dele com ele mesmo, é o reduto íntimo e inviolável que Raimundo Asfora falava de forma tão poética”, ressaltou.

Nos bastidores, há quem diga que Cartaxo quer ‘violar’ esse reduto de Romero com a pressão que vem fazendo desde o final do ano passado.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Adesão de Ludgério ao Governo João é inverdade, garante Ivonete

A presidente da Câmara de Municipal de Campina Grande, vereadora Ivonete Ludgério (PSD), afirmou que alguns pré-candidatos da base aliada têm espalhado o que ela chama de “mentiras” contra o…

Opinião: com a soltura de Gilberto Carneiro, prevaleceu o “efeito dominó” jogado pelos bons advogados

A minha pessoa não foi surpreendida com a decisão da ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em conceder liberdade ao ex-procurador do Estado, Gilberto Carneiro, preso em…