A Paraíba o tempo todo  |

Cássio renova compromisso de diálogo e convivência democrática

 O senador Cássio Cunha Lima (PSDB), candidato ao Governo da Paraíba pela Coligação “A Vontade do Povo”, disse na manhã desta sexta-feira (1), no Clube dos Oficiais da Polícia Militar, que, se for eleito governador nas eleições deste ano, o diálogo e a convivência democrática serão mantidos na sua administração com toda corporação.

Durante palestra, lembrou suas duas administrações no governo da Paraíba, disse que sempre soube receber as categorias que servem ao Estado e garantiu, numa próxima administração, o diálogo e o respeito serão mantidos, “porque um governador deve agir assim”.

O candidato tucano recebeu o aval e o depoimento, primeiro, do coronel Maquir Alves Cordeiro, presidente da Caixa Beneficente da Polícia Militar, que lembrou a época em que a corporação tinha uma pauta de reivindicações junto ao Estado e, por mais de seis reuniões, o governo soube negociar e receber as lideranças da categoria.

O coronel Maquir disse que, depois de todas as reuniões, as lideranças da PM e dos Bombeiros chegaram a um acordo com o governo e foi criada a Lei da Paridade, com espaços de reajustes salariais entre os ativos e os inativos.

“Pelo nosso plano, através das negociações, em 2010 era para todos os salários estarem equiparados. Mas esse governo que aí está desde 2011 não respeita a Polícia Militar, não respeita a sociedade e quem saiu prejudicado fomos nós”, disse o Coronel Marquir.

Documento – Já o Coronel Francisco de Assis, presidente do Clube dos Oficiais da Polícia Militar, entregou ao senador Cássio Cunha Lima um documento contendo as reivindicações da PM e dos Bombeiros. Ele disse esperar que as reivindicações sejam atendidas em um possível governo do candidato do PSDB.
“Sempre tivemos um canal de diálogo com o senador Cássio Cunha Lima, na época em que ele era governador do Estado. Esperamos que isso possa se repetir”, disse Francisco.

 

Ascom

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe