Por pbagora.com.br

 Uma proposta de reforma eleitoral de autoria do senador Cassio Cunha Lima (PSDB) tem provocado inúmeras polêmicas na internet, principalmente nas redes sociais.

O projeto, que tenta impedir a contratação de pessoas ou empresas por partidos políticos para denegrir adversários, foi interpretado por populares e até pela própria OAB, como sendo uma lei de censura.

O senador paraibano disse, em um pronunciamento na internet, que houve um grande equívoco com relação à interpretação da proposta.

– Em primeiro lugar não há nenhum tipo de tentativa de censura. Eu tenho uma firme formação democrática, participei da Assembleia Nacional Constituinte e tenho uma trajetória da defesa das liberdades individuais, portanto o que está havendo é uma profunda distorção. As pessoas vão continuar expressando livremente as suas opiniões. Seria um absurdo pensar em censura e tudo o que está se fazendo é na verdade a tentativa de distorcer aquilo que foi aprovado pelo Congresso Nacional e não é uma tentativa exclusiva minha – afirmou Cássio Cunha Lima.

Redação com paraibaonline

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mais prazo: Romero pode deixar só para dia 15 definição sobre escolha em CG

Nem 07 nem 10. Deve ficar para o dia 15 de agosto a definição do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), sobre a escolha do nome do grupo que…

PB Agora/Datavox: Zé Mangueira lidera pesquisa pela prefeitura de Triunfo/PB

A pouco mais de três meses para as eleições municipais de 2020, o atual prefeito do município de Triunfo, Zé Mangueira, do PTB, aparece liderando a corrida eleitoral do município,…