Enquanto o vice-presidente do Senado o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) disse acreditar que o partido continuará sem uma postura clara e uníssona sobre a gestão Michel Temer, o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, disse que “o PSDB não rompeu com o governo” e que “apoia o programa do governo”.

Ao sair da reunião da executiva do partido, o ministro, Aloysio Nunes conversou com jornalistas e repercutiu a declaração de anteontem (29) do ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, que afirmou que “o PSDB não está mais na base de sustentação do governo”.

“O que disse o ministro Padilha é que o PSDB não faz parte da base de governo. O PSDB apoia o programa do governo, o PSDB não rompeu com o governo. Participação no governo ou não é uma questão do presidente”, disse Nunes ao deixar a reunião da executiva do partido.

Mais cedo, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse que o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, poderá ser um dos ministros da cota pessoal do presidente Michel Temer e permanecer ocupando a pasta, mesmo com a saída do PSDB da base do governo. Aloysio Nunes reuniu-se com o presidente Temer pela manhã, conforme agenda divulgada pelo Palácio do Planalto.

Recentemente o senador Cássio, disse que, a tendência é que os defensores de Temer continuem no governo até o fim e que aqueles que defendem o abandono da base mantenham suas críticas.

“O partido vai continuar nesse patamar. Dividido, a deliberação foi liberar a bancada formalmente para cada um agir como quiser. Não há alternativa para o PSDB. Como não há consenso, o partido respeita a posição de cada um. O partido está rachado e vai levando isso até quando for possível. O único consenso é que o governo acabou”, disse Cássio.

 

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

”Pensão a ex-governador está perto do fim”, comemora Ruy Carneiro

O deputado federal paraibano Ruy Carneiro comemora a aprovação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da proposta de fim da pensão para ex-governadores. O relatório foi apreciado no final…

Jackson critica Daniella por contratação de prima por R$ 23 mil no Senado

Usando suas redes sociais o presidente estadual do Partido dos Trabalhadores na Paraíba, Jackson Macedo, comentou recente matéria da coluna do jornalista Lauro Jardim, no portal O Globo, que trouxe…