A bancada denominada de 'oposição' para as eleições deste ano, que é formada pelas legenda MDB, PSD e PSDB, ainda não conseguiram se reunir muito menos chegar a um consenso em relação ao candidato que representará as siglas no próximo pleito. Com as pré-candidaturas colocadas de José Maranhão (MDB), Luciano Cartaxo (PSD) e Romero Rodrigues (PSDB), os oposicionistas seguem dando margem para todo tipo de especulação.

Em texto publicado pelo jornalista Joanildo Mendes, os três partidos citados devem alinhar-se em torno de um candidato já conhecido da população paraibana, o ex-governador e atual senador Cássio Cunha Lima. De acordo com o jornalista, Cássio estaria articulando para unir a oposição em torno de uma única canditatura ao Governo do Estado, no caso, a sua própria. "Nos bastidores já se defende a tese de uma possível desistência de todos os pré-candidatos, logo após o carnaval, para unirem força em nome do senador Cássio", escreveu Joanildo.

Para o blogueiro, tendo Cássio um nome forte, torna-se mais possível haver unidade entre os partidos oposicionistas que objetivam enfrentar o candidato colocado pelo PSB do governador Ricardo Coutinho.

Confira texto na íntegra:

Eleições 2018 na Paraíba: Cássio pode ser o nome das oposições? Por Joanildo Mendes

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) vem usando o estilo mineiro e tucano de fazer política, às vezes em cima do muro e em outras ocupando, nos bastidores, o terreno deixado pelas lideranças que aos poucos deixam de lado o projeto de uma candidatura única das oposições. A oposição, ao invés de se unir, já lançou os nomes do senador José Maranhão (PMDB) e dos prefeitos de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), e de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB) para disputar a cadeira do Palácio da Redenção.

Essa disputa interna da oposição, que faltando poucos meses para as eleições não chega a um consenso, poderá levar o senador tucano a surgir como o salvador da pátria oposicionista. Aquele que poderá unir todos que fazem oposição ao governador Ricardo Coutinho (PSB).

Aos poucos, os que fazem oposição ao pré-candidato João Azevedo (PSB), vêm perdendo força ao afastarem uma união das oposições que poderia colocar em risco o projeto do governador em fazer o sucessor.

Nos bastidores já se defende a tese de uma possível desistência de todos os pré-candidatos, logo após o carnaval, para unirem força em nome do senador Cássio. Seria uma forma de evitar ainda mais o desgaste que a oposição vem sofrendo por conta dessa briga pelo poder dos partidos oposicionistas.

Se isso vir a acontecer, segundo fontes ligadas ao ninho tucano, será uma forma de realmente unir as oposições, pois teria um nome realmente forte e consolidado para brigar pelo governo na próxima eleição, uma vez que o senador Cássio é atualmente o maior adversário político do governador Ricardo Coutinho.

O problema é que com o trabalho desenvolvido pelo atual governo, tendo o secretário João Azevedo como um dos alicerces das ações desenvolvidas na Paraíba, não será nada fácil o embate eleitoral, principalmente quando a campanha realmente começar e os eleitores começarem a comparar os governos do tucano com o governo socialista.

Por enquanto eles estão se guardando para quando o carnaval passar. Mas até lá muitas águas vão rolar…

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mesmo com PSB em crise, Jackson volta a defender RC para PMJP

O presidente reeleito do diretório do PT na Paraíba, Jackson Macêdo, pelo visto ainda tem a esperança de que a crise no PSB, partido aliado, seja sanada. Coisa que até…

Ex-presidente do PSL/SE acusa Julian de integrar complô na sigla e trair Bolsonaro

Em entrevista bombástica concedida ao programa Arapuan Verdade, na tarde desta terça-feira (22), o ex-presidente do PSL de Sergipe, João Tarantela acusou o deputado federal paraibano, Julian Lemos (PSL) de…